Agência Folha
De São Paulo
O russo Yevgeny Kafelnikov venceu ontem o sueco Magnus Norman por 3 sets a 0 e garantiu pelo segundo ano consecutivo uma vaga na finalíssima do Aberto da Austrália – primeiro torneio de Grand Slam da temporada. As parciais foram de 6/1, 6/2 e 6/4, em apenas uma hora e meia de jogo. O atual campeão do torneio australiano irá enfrentar o norte-americano Andre Agassi.
Na primeira semifinal, em uma partida antológica, Andre Agassi derrotou o seu compatriota Pete Sampras por 3 sets a 2, em 2h55min. As parciais do jogo – realizado no Melbourne Park – foram de 6/4, 3/6, 6/7 (0/7), 7/6 (7/5) e 6/1. Na partida de ontem, Kafelnikov soube explorar o nervosismo de Norman, que somente ofereceu resistência no terceiro set. O russo, que cometeu apenas uma dupla falta, anotou sete aces na partida.
O norte-americano Andre Agassi, 29, natural de Las Vegas (Nevada) é profissional desde 1986, buscará amanhã o segundo título do Aberto da Austrália. Com 1,80 cm e 75 kg, Agassi já conquistou em sua carreira cinco torneios de Grand Slam (Aberto da Austrália (95), Rolland Garros (99), Wimbledon (92) e Aberto dos Estados Unidos (94 e 99)).
Ainda em seu retrospecto nos Grand Slams, o tenista norte-americano foi vice-campeão em cinco oportunidades. Por outro lado, com um curriculum inferior ao de seu adversário, Yevgeny Kafelnikov, 25, oriundo de Sochi (Rússia), enfrentará Agassi para conquistar o bicampeonato do torneio australiano.
Profissional desde 92 – com 1,91 cm e 78,6 kg –, o tenista russo conquistou 20 torneios oficiais em 8 anos de carreira, faturando cerca de US$ 14 milhões. Agassi embolsou pelo menos US$ 19 milhões, em suas 44 conquistas. Nos Grand Slams, além da conquista na Austrália no ano passado, Kafelnikov venceu o torneio de Roland Garros em 96.