Justiça concede a Eduardo Sasha a rescisão de contrato com o Santos


EDER TRASKINI E THIAGO FERNANDES
EDER TRASKINI E THIAGO FERNANDES

SANTOS, SP, E BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O atacante Eduardo Sasha conseguiu na Justiça a rescisão de contrato com o Santos. Foi concedida ao jogador tutela de urgência, e o atleta, neste momento, está livre do vínculo com o Santos.

A decisão é provisória, o processo no todo ainda será julgado. Sasha foi o segundo santista a judicializar sua rescisão, um dia após o goleiro Everson.



Em manifestação após o Santos apresentar defesa, Sasha insistiu nos atrasos do FGTS referentes aos meses de novembro e dezembro, além do fato de o clube alvinegro não ter apresentado o documento pedido pela Justiça que provaria o acordo coletivo com os atletas pelo corte salarial.

Em sua defesa, revelada pelo UOL Esporte, o clube da Vila Belmiro negava o corte de 70% dos salários e falava em retenção emergencial com garantia de devolução de 45% do valor que não foi pago pelo clube nos últimos três meses, durante o período de paralisação.

"Logo, diante de todos os fatos analisados, concedo tutela de urgência ao autor para declarar a rescisão indireta de seu contrato de trabalho com o Santos Futebol Clube, ficando autorizada a sua transferência "para outra entidade de prática desportiva, inclusive da mesma divisão, independentemente do número de partidas das quais tenha participado na competição, bem como disputar a competição que estiver em andamento", diz a decisão.



Com isso, Sasha está livre no mercado da bola. Atualmente, ele conta com proposta do Atlético-MG, dirigido pelo técnico Jorge Sampaoli, com quem trabalhou no Santos, e de cinco clubes do exterior --três dos Emirados Árabes, um da Turquia e outro do Japão.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo