|
  • Bitcoin 122.808
  • Dólar 5,0904
  • Euro 5,2197
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 04/03/2022, 15:52

Jogadores do Inter assumem responsabilidade por queda e defendem Medina

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 04 de março de 2022

MARINHO SALDANHA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O grupo de jogadores do Internacional foi representado por três atletas numa manifestação no início da tarde desta quarta-feira (4). Mauricio, Gabriel e Cuesta falaram que a responsabilidade sobre a queda na Copa do Brasil é dos atletas e defenderam o comando técnico.

A escolha dos representantes partiu de três perfis do elenco. Gabriel em nome do que chegaram recentemente, Cuesta representando os mais antigos do elenco, e Mauricio como membro dos jovens egressos da base.

"Estamos aqui para assumir a responsabilidade, sobretudo eu que estou há bastante tempo no Inter. O Gabriel mal chegou, e o Mauricio é um menino com futuro enorme. Estou aqui para assumir. A responsabilidade é totalmente nossa, não tem que culpar treinador, dirigente, nada. A responsabilidade é dos jogadores e agora nos toca trabalhar mais forte ainda. É claro que foi uma derrota muito dolorosa, mas já estamos de pé para trabalhar", falou Cuesta.

O diagnóstico para eliminação, na avaliação deles, é unicamente dos atletas, que não conseguiram executar as ideias propostas pelo comando técnico.

"O trabalho vem sendo bem feito na semana, no dia a dia, o treinador nos dá todas as ferramentas e não estamos sabendo executar em campo. Às vezes tu podes ter mais qualidade que o rival, mas ele iguala com vontade, determinação, personalidade e caráter. Ontem faltou tudo isso para nós. Agora é trabalhar e pensar no próximo jogo porque precisamos nos recuperar no Gaúcho, que estamos um pouco mal", completou o argentino.

Ao longo da manifestação, os jogadores ainda citaram a vontade de dar a volta por cima, de vencer e amenizar o ambiente tenso na relação com os torcedores.

Enquanto isso, a direção do clube prepara mudanças. O técnico Alexander Medina pode ter contrato rompido e membros do departamento de futebol também vivem situação incerta.

O Inter joga no domingo (6) contra o Aimoré, pelo Campeonato Gaúcho. Na semana que vem terão o clássico Gre-Nal pela frente.