|
  • Bitcoin 143.900
  • Dólar 4,8398
  • Euro 5,1541
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 24/03/2022, 18:58

Itália perde da Macedônia e fica fora da Copa do Mundo pela segunda vez seguida

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 24 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Pela segunda vez consecutiva a Itália vai ficar fora da Copa do Mundo. Nesta quinta-feira (24), na cidade de Palermo, os italianos foram derrotados pela Macedônia, por 1 a 0, com um gol nos acréscimos.

Tetracampeã mundial, a equipe italiana passou boa parte do jogo pressionando o adversário, mas não conseguiu balançar as redes mesmo com mais de 30 chutes a gol.

Quatro anos após ficar fora do Mundial disputado na Rússia, os Italianos também não vão disputar a edição realizada no Qatar.

Agora, na disputa da repescagem europeia, a Macedônia vai encarar Portugal. O time português venceu a Turquia também nesta quinta, por 3 a 1.

No estádio do Dragão, na cidade do Porto, a seleção lusitana construiu uma boa vantagem já no primeiro tempo, com gols de Otávio, aos 15 minutos, e Diogo Jota, aos 42. Depois do intervalo, Burak descontou para os turcos, mas Matheus Nunes fechou a conta nos acréscimos —a seleção turca ainda desperdiçou um pênalti quando o placar estava 2 a 1.

Os donos da casa tiveram o controle da partida, com boas participações de Cristiano Ronaldo e Bernardo Silva, embora tenham levado, ao menos, dois sustos em contra-ataques.

Enquanto isso, no estádio Renzo Barbera, em Palermo, os italianos finalizaram ao gol 16 vezes durante a etapa inicial, mas não conseguiu balançar a rede da Macedônia. Depois do intervalo, continuaram insistindo, mas quem acabou marcando foi Aleksandar Trajkovski, já nos acréscimos.

Realizada em um novo formato, a disputa previa inicialmente 12 seleções, divididas em três chaves, com duelos de semifinais e finais em jogos únicos.

A Rússia estava no Grupo B e enfrentaria a Polônia. Os russos, porém, foram excluídos desta disputa pela Fifa, na esteira da série de sanções impostas ao país governado por Vladimir Putin devido à guerra contra a Ucrânia, há cerca de um mês.

Com a exclusão, a equipe que conta com o atacante Robert Lewandowski —eleito pela Fifa o melhor jogador do mundo nos últimos dois anos— avançou diretamente à final. O rival será o vencedor do duelo entre Suécia e República Tcheca.

Também como consequência do conflito iniciado por Putin, o confronto entre a Ucrânia e a Escócia, em Glasgow, foi adiado e deverá ser disputado até junho, em data a ser definida pela Fifa.

O vencedor dessa partida será o adversário enfrentará o País de Gales, que eliminou a Áustria, com uma vitória por 2 a 1, com dois gols de Gareth Bale.

Nas Eliminatórias europeias, dez seleções garantiram vagas diretas para a Copa do Mundo: Sérvia, Espanha, Suíça, França, Bélgica, Dinamarca, Holanda, Croácia, Inglaterra e Alemanha. Mais três países vão se juntar ao grupo ao final da repescagem.