Depois de ser rebaixado ano passado para a Segunda Divisão, o Iraty tenta reconquistar hoje seu espaço na divisão de elite do futebol paranaense. A tarefa não será simples. Além de vencer o já classificado Francisco Beltrão, a equipe do Centro-Sul terá de contar com uma derrota ou empate do Nacional para a Portuguesa. O Beltrão só aguarda o adversário para decidir o título do Seletivo em uma melhor de cinco pontos.
‘‘Lamentamos ter que depender dos outros, mas só assim conseguiremos voltar à Primeira Divisão’’, disse o supervisor do Iraty, Paulo Alves. O dirigente confirmou a promessa de premiação aos jogadores da Portuguesa caso vençam o Nacional. Entretanto, ele negou-se a revelar o valor oferecido. ‘‘Não vejo nenhum mal nisso. Dar prêmio por vitórias é normal dentro do futebol’’, respondeu ele. O fato de a Portuguesa estar há mais de um mês sem vencer, não desanima Paulo Alves. ‘‘Quem sabe não chegou a hora da Portuguesa vencer?’’.
Em campo, o técnico Celinho contará com força máxima para tentar classificar o Iraty. O atacante Itamar, que não enfrentou a Portuguesa, está de volta e dá mais força ofensiva à equipe.
O tranquilo Beltrão, do técnico Jairo Schaid, não encara o jogo apenas para cumprir tabela. A equipe do Sudoeste quer a vitória para garantir dois dos três jogos da decisão do Seletivo em Francisco Beltrão.