Iraty aposta nos juniores para 2004


Thiago MossiniReportagem Local
Thiago MossiniReportagem Local

  A diretoria do Iraty decidiu iniciar a preparação do time para o Paranaense 2004 somente depois de terminado o Estadual de Juniores, onde o clube está classificado para as semifinais e têm grandes chances de ficar com o bicampeonato.
  O técnico Gilberto Pereira e toda a sua comissão técnica foram efetivados no comando da equipe profissional. Junto com eles, a base do time júnior também deve ser promovida para formar o elenco para o ano que vem. ‘‘Temos que voltar às ori, e do volante Gilmar, no COritiba gens’’, afirma o diretor técnico do clube, Célio Spadoti.
  A campanha pífia que o Iraty fez na Série C do Campeonato Brasileiro não decepcionou apenas os torcedores. Os dirigentes do clube, que contavam com uma boa colocação e até mesmo a disputa do título, decidiram fazer uma reformulação total no grupo de atletas. ‘‘Investimos muito e não tivemos nenhum retorno. Além disso, não revelamos ninguém, nem no Paranaense nem no Brasileiro’’, reclama Spadoti.
  E ele tem razão. O Iraty foi o clube paranaense que mais investiu para a Série C. Jogadores com passagens por grandes equipes do Brasil, como o lateral-direito Luizinho Neto (ex-Atlético-PR) e o volante Sidney (ex-Paraná) foram contratados com a esperança de levar o clube à Série B em 2004.
  As contratações engrossaram a folha de pagamento da equipe, que chegou aos R$ 70 mil mensais, mas de nada adiantou. ‘‘Foi um ano perdido’’, desabafa o dirigente.
  Para o estadual, a folha de pagamento deve ficar na casa dos R$ 30 mil. Jogadores que estão emprestados devem retornar, como é o caso do atacante Tiago, que está no União, e do volante Gilmar, no Coritiba.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo