Investimentos não evitam vexame do Iraty na Série C


Thiago MossiniReportagem Local
Thiago MossiniReportagem Local

A campanha pífia que o Iraty está fazendo na Série C do Campeonato Brasileiro decepcionou torcedores e dirigentes do clube, que contavam com uma boa colocação e até a disputa do título. O Iraty foi o clube paranaense que mais investiu para a Série C. Jogadores com passagens por grandes equipes do Brasil e exterior, como o lateral-direito Luizinho Neto (ex-Atlético-PR), o volante Sidney (ex-Paraná Clube) e os atacantes Toledo (futebol ucraniano) e Thiago (ex-Cruzeiro e futebol da Suécia) foram contratados com a esperança de levar o clube à Série B em 2004.
As contratações engrossaram a folha de pagamento da equipe, que hoje é de aproximadamente R$ 60 mil mensais, uma das mais altas da Série C e equivalente a da maioria dos clubes da Série B. Mas de nada adiantou. Nem o dinheiro impediu o vexame do time do Centro-Sul do Paraná.
Lanterna do grupo 26 com apenas um ponto conquistado em quatro partidas disputadas, o time já está eliminado da competição, faltando ainda duas rodadas para o fim da primeira fase. Nos quatro jogos disputados até agora, foram três derrotas, sendo duas para o União Bandeirante e uma para o Barbarense, além de um empate em casa com o Grêmio Maringá. O técnico Mano Menezes não resisitiu e pediu demissão semana passada, após o terceiro resultado negativo. Gilberto Pereira, que treinava o time júnior, assumiu.
Nos quatro jogos disputados a equipe levou seis gols e marcou apenas um. ''O time não se encaixou e as peças não funcionaram. O setor defensivo até que foi bem, mas o ataque foi muito mal'', avaliou o diretor de futebol do Iraty, Célio Espadotti.
Segundo ele, o clube vai cumprir os dois jogos que ainda restam na Série C, contra o Grêmio, em Maringá, e União Barbarense, em Irati, e depois dará férias aos jogadores até o início de novembro, quando começam os preparativos para o Campeonato Paranaense de 2004. A diretoria vai usar esse intervalo para analisar os atletas e ver quem fica e quem sai.
Amanhã o time volta a campo, no Estádio Emílio Gomes, contra o União Barbarense, que lidera o grupo 26 com oito pontos. ''Vamos ao menos terminar o campeonato de forma honrosa'', disse Espadotti.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo