|
  • Bitcoin 122.400
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2579
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 26/02/2022, 19:45

Internacional vai ajudar a identificar agressores e defende cancelamento do Gre-Nal

PUBLICAÇÃO
sábado, 26 de fevereiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SAO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - O presidente do Internacional, Alessandro Barcellos, declarou que o clube está disposto a colaborar nas investigações para identificar o autor do ataque ao ônibus do Grêmio, ocorrido minutos antes do Gre-Nal, no Beira Rio, válido pelo Campeonato Gaúcho. Jogadores do time visitante chegaram a se ferir com estilhaços após uma pedra atingir o veículo.

Na beira do campo, o dirigente disse ainda que defende o cancelamento da partida, que deveria começar as 19h (de Brasília) deste sábado (26) e foi adiada, a princípio, para 21h (de Brasília).

"O Internacional vem aqui manifestar com veemência a sua contrariedade à esta violência que vem acontecendo de forma constante no Brasil. Não concordamos com este tipo de episódio, é lamentável que isso tenha acontecido. O Inter vai contribuir de todas as formas para que seja localizado e identificado aqueles que fizeram isso. O Inter concorda com a não realização da partida", iniciou.

Na sequência, Barcellos se mostrou preocupado com um possível "desequilíbrio do campeonato" em função de uma nova data para o duelo, que pode desfalcar as equipes em função de convocações.

"Assim como tem hoje o possível desequilíbrio [técnico], isso também gerará outros desequilíbrios, e queremos tratar isso de forma muito serena com a federação, para que a gente possa garantir a continuidade do campeonato com o equilíbrio técnico que a gente espera. Lamentamos e condenamos a violência. Hoje foi de um lado, amanhã pode ser de outro", prosseguiu

O mandatário ainda usou o seu pronunciamento para criticar parte da imprensa gaúcha. "É um grande clássico nacional. Assumimos todos junto, inclusive a imprensa. A imprensa que passa o tempo todo, também provocando a ira, às vezes de maneira interna, e depois lamenta os episódios. Vamos lamentar todos juntos", finalizou.