|
  • Bitcoin 107.881
  • Dólar 5,3298
  • Euro 5,5612
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 09/03/2022, 23:05

Inter domina o Grêmio e vence o Gre-Nal com gol de David

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 09 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

PORTO ALEGRE. RS (UOL/FOLHAPRESS) - Internacional e Grêmio se enfrentaram na noite desta quarta-feira (9), no Estádio Beira-Rio, pela nona rodada do Campeonato Gaúcho, para disputar o Gre-Nal que deveria ter ocorrido 11 dias atrás. Sem confusões dessa vez, o elenco colorado dominou o confronto, sobretudo no primeiro tempo, reduziu o ritmo na etapa final e bateu a equipe tricolor por 1 a 0. O gol foi marcado por David.

Com o resultado, o Inter iguala os 18 pontos do rival, mas permanece em terceiro. O time de Roger Machado permanece na vice-liderança do torneio.

Os rivais voltam a campo no sábado (12), às 16h30 (horário de Brasília), pela 11ª e última rodada do estadual. O Grêmio recebe o líder Ypiranga, enquanto o Inter visita o Guarany.

A partida deveria ser disputada no último dia 26, mas acabou adiada após o ataque ao ônibus do Grêmio, em que Villasanti sofreu traumatismo craniano. Dessa vez, o Gre-Nal não registrou problemas. Não houve confusão na chegada da delegação do Grêmio, tampouco de seus torcedores. Com as denúncias dos dois clubes no TJD, o clássico terá mais desdobramentos nos tribunais.

Mesmo após sofrer traumatismo craniano por conta de uma pedra arremessada contra sua cabeça, o paraguaio Mathias Villasanti conseguiu se recuperar a tempo de jogar o Gre-Nal. No clássico, assim como o restante de sua equipe, teve atuação apagada e pouco pôde fazer para impedir a derrota do Grêmio, além de sair com o cartão amarelo.

O resumo da atuação do Inter é simples: foi o melhor rendimento sob comando de Alexander Medina até agora. O time finalmente aderiu ao perfil de intensidade proposto pelo comandante e que referendou sua contratação pelo Colorado. Pressionou o adversário desde o início do jogo e criou oportunidades desde o primeiro minuto. As chances não tardaram a aparecer e o gol saiu quando o empate já era injusto. Liziero, como auxílio a Gabriel na saída de bola e, principalmente, Bustos como arma ofensiva pela direita, foram os argumentos do Inter para uma boa jornada.

A escalação do Grêmio manteve a estrutura de dois volantes e um meia. Não funcionou. O time ficou espaçado, mas ao mesmo tempo sem força e velocidade para atacar. As dificuldades no ataque se resumem na estatística: nenhuma chance de gol criada e somente duas conclusões, ao todo, até o intervalo. Os problemas defensivos deixaram o Inter à vontade. Com a bola e nos raros momentos em que a posse foi gremista. Antes dos dez minutos, além da parte tática o lado anímico mostrou times completamente distintos em campo. Roger Machado mexeu aos 39, em algo pouco usual, para tentar reagir.

O Inter abriu o placar aos 46 minutos do primeiro tempo: após cruzamento pela direita, a bola cruzou toda a área e David apareceu no segundo pau para balançar a rede.

INTERNACIONAL

Daniel; Fabricio Bustos, Kaique Rocha, Cuesta e Moisés (Méndez); Gabriel, Liziero, Edenílson (D'Alessandro), Taison (Boschilia) e Maurício (Johnny); David (Wesley Moraes). T.: Alexander Medina.

GRÊMIO

Brenno; Orejuela (Rodrigues), Geromel, Bruno Alves e Nicolas; Thiago Santos (Vini Paulista), Villasanti, Campaz, Janderson (Gabriel Silva) e Rildo (Bitello); Elias Manoel (Wesley Moreira). T.: Roger Machado.

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Árbitro: Leandro Vuaden

Auxiliares: Rafael Alves e Michael Stanislau

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Cartões amarelos: Taison, Bustos, Moisés e Boschilia (INT); Villasanti e Thiago Santos (GRE)

Gols: David (INT), aos 46 minutos do 1º tempo