|
  • Bitcoin 106.344
  • Dólar 5,2504
  • Euro 5,5226
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 17/06/2022, 22:31

Inter divide gols e resolve problema ofensivo mesmo sem goleador de ofício

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 17 de junho de 2022

MARINHO SALDANHA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - \Tão logo chegou ao Inter, Mano Menezes não escondeu que sua primeira atribuição seria estancar os gols sofridos pelo time. Com Alexander Medina no comando, a defesa tinha média superior a um gol sofrido por partida. Depois de resolver esta falha inicial, o técnico encarou a dificuldade que a equipe apresentava em marcar gols. Mas, aos poucos, este problema também está sendo resolvido com a divisão de tarefas que supera até mesmo a falta de um artilheiro de ofício.

O goleador do Inter na temporada é Wanderson, que tem apenas cinco gols. Ninguém marcou mais de cinco vezes vestindo a camisa do Colorado em 2022. Mas ter um 'goleador fraco' não quer dizer que o time não esteja comparecendo no placar.

Nos últimos seis jogos, o Internacional balançou as redes adversárias 14 vezes. Na quarta-feira (15), venceu o Goiás por 2 a 1, com gols de Alan Patrick e Edenilson. E é exatamente na participação de todos que reside o segredo do Inter.

Edenilson marcou seu quarto gol na temporada. Com três gols aparecem jogadores como Mauricio, Alemão, Rodrigo Dourado, entre outros.

"Não me importa muito quem colocar a bola na rede, desde que vista vermelho", brincou Mano em uma de suas coletivas recentes.

A pulverização dos gols reflete, também, a falta de um artilheiro de carteirinha. Hoje, o titular no ataque do Inter é David, que não tem por característica ser o principal goleador das equipes pelas quais passa. Ele nem mesmo é centroavante, atua normalmente como segundo atacante ou pelos lados. O último gol dele foi no início de março. São só dois na temporada.

A investida para ter um homem de área convincente deu errado no Beira-Rio. Wesley Moraes, emprestado pelo Aston Villa, da Inglaterra, não teve bom desempenho em campo e perdeu espaço no grupo. Atualmente ele está atrás de David, Alemão e Matheus Cadorini na hierarquia técnica proposta por Mano, e deve deixar o clube na próxima janela de transferências.

"Eu respeito o dia a dia. Escolho quem está entregando o que precisamos em termos de trabalho, comprometimento e motivação", alertou Mano quando questionado sobre Wesley.

O Inter fez 16 gols em 12 jogos no Campeonato Brasileiro. Com Mano no comando são 23 gols em 14 partidas, contando também a Sul-Americana.

O próximo desafio do Colorado será o Botafogo. O confronto com os cariocas acontece neste domingo (19), às 19h, no Beira-Rio, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe de Mano Menezes não perde há 11 jogos no Brasileirão -cinco vitórias e seis empates. Com 21 pontos, começa a rodada em terceiro lugar, com quatro pontos de desvantagem para o líder Palmeiras.

O Botafogo também vem de vitória. Depois de uma fase de instabilidade, o Alvinegro derrotou o São Paulo por 1 a 0 na quinta-feira e abriu vantagem fora da zona de rebaixamento. O time soma 15 pontos e começa a rodada na 14ª colocação.

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Horário: Às 18h (de Brasília) deste domingo (19)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (Fifa/SP)

VAR: Rafael Traci (SC)

Transmissão: Premiere