Ficou no quase. Esse é o resumo da boa temporada de Helio Castroneves na IndyCar em 2014. Com chances de título na última prova do ano, no sábado, em Fontana, o brasileiro viu seu companheiro de equipe, o australiano Will Power, levantar o troféu.
Castroneves liderou 41 das 250 voltas e esteve próximo da vitória, mas uma punição de drive-through (passou na linha branca ao entrar no pit-stop) tirou as chances de vitória do brasileiro, que terminou em 14º, vendo Will Power chegar em nono, após problemas no carro.
- Foi uma das corridas mais difíceis de todos os tempos. Eu estava chorando ao cruzar a linha. Estou mentalmente exausto agora. Minhas mãos estão dormentes por segurar o volante tão firme. Não posso acreditar que ganhei - disse o australiano, que conquistou seu primeiro título na Indy, após três vices.
Com a posição final do australiano, caso Castroneves vencesse a prova, seria campeão, já que precisava de um oitavo lugar de Power.
Porém, o final da IndyCar não foi inteiramente ruim para o Brasil já que Tony Kanaan cruzou a linha de chegada em primeiro, garantindo o seu único triunfo no ano, após seis pódios nas últimas sete provas.
- Foi um campeonato muito difícil, mesmo a gente conseguindo seis pódios, mas faltava a vitória. E como demorou. Vencer a última da temporada é especial, pois ela dura até o campeonato de 2015. Estou extremamente feliz - comentou Kanaan.
Essa foi a primeira vitória de Kanaan desde que se uniu à equipe Chip Ganassi, nesta temporada.

Imagem ilustrativa da imagem INDYCAR - Helinho fica no quase. Power fatura o título
Imagem ilustrativa da imagem INDYCAR - Helinho fica no quase. Power fatura o título