Ilan pode deixar o Paraná Clube depois do Paranaense Fernando Tupan De Curitiba O atacante Ilan pode deixar o Paraná Clube após o Campeonato Paranaense com a ajuda do meia Ricardinho, que atualmente defende o Corinthians e é seu amigo dos tempos da escolinha de futebol de salão. Ilan admitiu que o seu ex-companheiro o procurou e prometeu indicá-lo para jogar em times de grandes centros. Além do assédio de Ricardinho, o empresário Marcel Figger, filho de Juan Figger, vem tentando fisgá-lo desde o Campeonato Brasileiro do ano passado para representá-lo. Ilan esteve perto de passar os direitos de negociação para um empresário. Pensou duas vezes quando descobriu que eles iriam tirar 10% de todos os seus ganhos: desde salários até mesmo luvas e contratos de publicidade. O diretor de futebol, Ricardo Machado, nega que o Tricolor tenha interesse em vendê-lo. ‘‘O Ilan é inegociável’’, confessa. Depois admitiu que o Paraná negociaria o jogador se algum clube chegasse na Vila Olímpica balançando verdinhas no total de US$ 10 milhões. O dirigente acredita no futebol de Ilan e o aponta como uma das maiores promessas da equipe. ‘‘Ele vem fazendo muitos gols e já mostrou o quanto pode render no futuro. O preço do passe do atacante é o mesmo de Adriano, do Atlético’’.