|
  • Bitcoin 118.109
  • Dólar 5,2177
  • Euro 5,3453
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 05/07/2022, 21:38

Hulk marca, Atlético-MG avança na Libertadores e pode pegar o Palmeiras

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 05 de julho de 2022

VICTOR MARTINS
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O Atlético-MG teve a chance de vencer o Emelec no primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores, no Equador, mas Hulk perdeu um pênalti aos 42 minutos da etapa final. O artilheiro atleticano avisou que se tivesse uma nova penalidade na partida da volta, não fugiria da responsabilidade. E foi o que fez na noite desta terça-feira (5), no Mineirão. O time mineiro venceu por 1 a 0, com gol de pênalti do camisa 7 e está nas quartas de final da Copa Libertadores.

Na próxima fase, possivelmente o Atlético vai reencontrar o Palmeiras. O algoz do time alvinegro na edição passada da Libertadores está com um pé e meio nas quartas de final, já que venceu o Cerro Porteño por 3 a 0, na ida, no Paraguai. Nesta quarta-feira (6), o Palmeiras pode perder no Allianz Parque por até dois gols de diferença que ainda assim estará classificado.

A classificação atleticana em contrapartida não foi nada fácil. É verdade que em nenhum momento o Emelec assustou, mas como o Atlético-MG não conseguia fazer o gol da classificação, um gol seria suficiente para o time equatoriano. Foi um jogo bastante tenso para os torcedores atleticanos, mas prevaleceu a qualidade técnica da equipe brasileira.

Faltou o Atlético-MG jogar melhor, afinal a diferença para o Emelec é muito grande. Mas não tem como desconsiderar a quantidade de desfalques. Allan, Jair, Keno e Ademir ficaram fora do jogo. Para a próxima fase, além dos retornos desses atletas, o técnico Turco Mohamed poderá contar com Jemerson, Pedrinho e Alan Kardec, que vão reforçar o elenco alvinegro neste segundo semestre.

Foram quase dois meses fora do time, mas o meia Zaracho voltou. Sem atuar desde o início de maio, por causa de uma lesão na coxa esquerda, o argentino ficou no banco de reservas e entrou durante o segundo tempo.

O Atlético-MG teve mais posse de bola e finalizou cinco vezes mais no primeiro tempo, mas em nenhum momento o Emelec se mostrou desconfortável em campo. Sem conseguir pressionar, o clube mineiro viu o time equatoriano adiantar as linhas e marcar no campo ofensivo.

Os dois pontas do elenco do Atlético não estavam disponíveis para o jogo. Keno com lesão muscular e Ademir com Covid-19 fizeram muita falta. Sem tem seus velocistas, o Atlético não conseguiu abrir a defesa do Emelec.

Aos 15 minutos do segundo tempo o técnico Turco Mohamed fez duas mudanças, colocando Sasha e Zaracho, nos lugares de Calebe e Rubens. O Atlético-MG melhorou em campo, pressionou e conseguiu fazer o gol da classificação.

ATLÉTICO-MG

Everson, Mariano, Nathan Silva, Alonso e Arana; Otávio, Calebe (Eduardo Sasha, aos 15' do 2º), Rubens (Zaracho, aos 15' do 2º) e Nacho Fernández (Réver, aos 46' do 2º); Vargas (Neto, aos 35' do 2º) e Hulk. Técnico: Turco Mohamed.

EMELEC

Pedro Ortiz; Caicedo (Leguizamón, aos 36' do 2º), Guevara, Mejía e Jackson Rodríguez (Gracia, aos 41' do 2º); Arroyo Sebá Rodríguez, Pittón (Cevallos, aos 24' do 2º) e Carabalí. Zapata (Quiroga, aos 36' do 2º) e Cabeza. Técnico: Ismael Rescalvo.

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Jesús Valenzuela (VEN)

Assistentes: Jorge Urrego (VEN) e Tulio Moreno (VEN)

VAR: Julio Bascuñan (CHI)

Cartões amarelos: Nacho Fernández, Nathan Silva e Everson (ATL); Arroyo, Caicedo e Jackson Rodríguez (EME)

Gol: Hulk(ATL), aos 34 minutos do segundo tempo