|
  • Bitcoin 144.863
  • Dólar 4,8801
  • Euro 5,1549
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 10/04/2022, 17:54

Hamilton nega reclamação sobre possível favorecimento a Russell

PUBLICAÇÃO
domingo, 10 de abril de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Quarto colocado no Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1, o heptacampeão mundial Lewis Hamilton negou ter reclamado sobre um possível favorecimento ao companheiro de Mercedes, George Russell, em conversa com a equipe pelo rádio.

Hamilton teria sido orientado pela montadora alemã a "tirar o pé", permitindo o primeiro pódio de Russell - que terminou na terceira colocação. Pelo rádio, o heptacampeão afirmou que foi deixado "em uma situação difícil", mas por questões técnicas e não por possível favorecimento ao companheiro de equipe.

"Basicamente, eu não pude correr para brigar por uma posição porque o carro estava superaquecendo, por isso precisei recuar", resumiu Hamilton, que destacou o bom resultado da Mercedes na Austrália.

"É um resultado incrível para nós como equipe. Estávamos a mais de um segundo na sexta-feira. Fizemos um ótimo trabalho para nos classificar e depois uma ótima largada. Eu estava em terceiro e foi bom sentir que lutávamos por um pódio naquele momento. Obviamente, não conseguimos manter o ritmo das Red Bulls e, embora não tenhamos necessariamente melhorado o carro nessas três corridas, extraímos o máximo que pudemos em termos de pontos", completou.

Já Russell afirmou que a Mercedes contou com "um pouco de sorte" para subir ao pódio nesta madrugada. "Estamos atrás dos rivais, mas chegamos ao pódio hoje. Começamos com dificuldades, mas, em poucas corridas, vamos conseguir nos recuperar".