|
  • Bitcoin 140.026
  • Dólar 4,7700
  • Euro 5,1182
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 25/02/2022, 21:33

Hamilton é o mais rápido em terceiro dia de testes com dobradinha da Mercedes

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Lewis Hamilton finalmente deu as caras na temporada 2022. O inglês, que vinha ocupando posições humildes nas últimas vezes em que foi à pista, teve a melhor volta no terceiro e último dia de testes em Barcelona, nesta sexta-feira (25). Mais que isso: o heptacampeão da Fórmula 1 fez a marca de 1min19s138 e foi o piloto mais rápido de todas as atividades deste ano na Espanha.

Hamilton ficou à frente de seu compatriota e novo companheiro George Russell, que registrou 1min19s233, também com os pneus C5, garantindo a dobradinha da Mercedes. O mexicano Sergio Pérez ficou com a terceira posição, com o tempo de 1min19s556 com a Red Bull, utilizando os compostos C4.

Com as borrachas da gama C3, o atual campeão Max Verstappen, holandês da Red Bull, fez o quarto melhor tempo, com 1min19s756. Quem completou os cinco primeiros foi o tetracampeão Sebastian Vettel, alemão da Aston Martin, que teve um vazamento de óleo e não voltou à pista após o problema.

HAAS REVISARÁ ACORDO COM PATROCINADORA RUSSA

A Haas confirmou na manhã desta sexta que deve trabalhar no futuro do acordo com sua patrocinadora máster na Fórmula 1, a empresa russa de fertilizantes Uralkali, na próxima semana. A equipe, cujo dono é norte-americano, removeu as referências à marca e à bandeira russa do carro para o último dia de pré-temporada em Barcelona.

O chefe da equipe, Gunther Steiner, também deixou no ar a situação de seu piloto, o russo Nikita Mazepin —ele é filho de Dmitry Mazepin, oligarca russo que é um dos fundadores da Uralkali e tem relações muito próximas com o presidente Vladimir Putin.

*

CLASSIFICAÇÃO FINAL DA SEXTA-FEIRA EM BARCELONA

Hamilton, Mercedes, 1m19.138s, C5 (pneu) - 89 voltas

Russell, Mercedes, 1m19.233s, C5 - 66

Perez, Red Bull, 1m19.556s, C4 - 68

Verstappen, Red Bull, 1m19.756s, C3 - 59

Vettel, Aston Martin, 1m19.824s, C5 - 48

Leclerc, Ferrari, 1m19.831s, C3 - 44

Sainz, Ferrari, 1m20.072s, C3 - 86

Albon, Williams, 1m20.318, C4 - 88

Latifi, Williams, 1m20.699s, C4 - 13

Ricciardo, McLaren, 1m20.750, C3 - 80

Norris, McLaren, 1m20.827s, C3 - 52

Alonso, Alpine, 1m21.242s, C3 - 12

Zhou, Alfa Romeo, 1m21.939s, C3 - 41

Gasly, AlphaTauri, 1m22.469s, C4 - 40

Mazepin, Haas, 1m26.229s, C3 - 9

Bottas, Alfa Romeo, 1m30.433s, C3 - 10

Haas revisará acordo com patrocinadora russa

A Haas confirmou nesta manhã que deve trabalhar no futuro do acordo com sua patrocinadora máster na Fórmula 1, a empresa russa de fertilizantes Uralkali, na próxima semana. A equipe, cujo dono é norte-americano, removeu as referências à marca e à bandeira russa do carro para o último dia de pré-temporada em Barcelona.

O chefe da equipe, Gunther Steiner, também deixou no ar a situação de seu piloto, o russo Nikita Mazepin — ele é filho de Dmitry Mazepin, oligarca russo que é um dos fundadores da Uralkali e tem relações muito próximas com o presidente Vladimir Putin.