Guga vai à final, mas quer o título4/Mar, 17:32 Por Chiquinho Leite Moreira São Paulo, 04 (AE) - Com mais uma boa vitória no torneio de Santiago do Chile, ao marcar 6/4 e 7/6 (8/6) no espanhol Albert Portas, Gustavo Kuerten garantiu sua vaga na final do torneio, mas ainda não está contente. Depois de ganhar quatro jogos da competição, Guga quer mais e só vai se dar por satisfeito se conquistar o título neste domingo. A partida decisiva será diante do argentino Mariano Puerta, número 84 do ranking mundial. O jogo está marcado para às 12 horas e a ESPN Brasil anuncia a transmissão. Se conquistar o título do torneio de Santiago, Guga irá ganhar 35 pontos para o ranking da corrida dos campeões. Somados aos sete que já possui, totalizará 42 pontos. Com isso, irá ficar entre os 30 primeiros desta classificação, inclusive à frente de André Sá, que conta com 36 pontos. Além disso, o título garante ainda um prêmio de US$ 49,6 mil para engordar a já polpuda conta bancária de Kuerten. A vitória sobre o espanhol Portas, número 85 do ranking, deixou Guga eufórico em Santiago. Aparentemente perturbado com as cobranças pelo mal começo de temporada, o tenista espera que estes bons resultados em Santiago acabem com as críticas e ela possa seguir tranquilo seu calendário no ano 2000. "Agora que cheguei a final quero o título", avisou Guga. "Acho que estou fazendo um bom torneio, melhorando a cada jogo e quero terminar esta semana com um troféu." Para fazer parte da festa de comemoração do título, Guga até levou para Santiago sua mãe, dona Alice, que ultimamente vem viajando pouco. Mas, justamente, na semana em que comemorou aniversário a mãe do tenista animou-se a viajar e tem acompanhado as vitórias do filho com vibração. Enquanto isso, o técnico Larri Passos também não esconde um certo orgulho. Acha que os bons resultados alcançados no Chile poderão dar tranquilidade para os próximos torneios e colocar o tenista em melhores condições de conquistar outras boas vitórias nos torneios mais importantes que serão disputados na temporada norte-americana, a partir de Indian Wells, dentro de duas semanas.