São Paulo - Gustavo Kuerten estréia hoje no saibro do Torneio de Acapulco, com o francês Nicolás Coutelot, atrás do fim de um jejum. Kuerten não registra um título em sua superfície favorita há 83 semanas. É o maior período sem triunfar na terra batida em sua carreira. Antes, o maior jejum no piso havia sido de 59 semanas, entre o título de Roland Garros em 1997 e o de Stuttgart em 1998.
Campeão do torneio mexicano em 2001, se não repetir o feito agora, Kuerten terá que esperar pelo menos até abril para tentar voltar a triunfar no saibro, já que seus dois próximos compromissos, os Masters Series de Indian Wells e Miami, serão em quadra dura.
Apesar dessa marca ruim, o brasileiro disse ter ficado satisfeito com a semifinal no Torneio de Buenos Aires na semana passada. ''Foi o meu melhor resultado no saibro desde a cirurgia'', disse Guga.
Com o desempenho na Argentina, Kuerten avançou uma posição na lista da ATP e agora ocupa o 28º posto, com 1.160 pontos.
A estréia de Guga, cujo horário não havia sido definido até o fechamento desta edição, não deve ser dura. Coutelot, 26, veio do qualifying, é o 171º no ranking e nunca venceu um grande torneio.
Ontem, Ricardo Mello estrearia contra o espanhol Francisco Clavet, e André Sá, contra o peruano Ivan Miranda. Hoje, Flávio Saretta joga com o espanhol Carlos Moyá, e Fernando Meligeni, com o americano Vicent Spadea.