Na disputa pelo título da Corrida dos Campeões, o novo ranking mundial do tênis, o brasileiro Gustavo Kuerten tem, no Aberto do Japão, uma semana decisiva. Na competição, em que vai fazer sua estréia na noite de hoje ou na madrugada de amanhã, contra o vencedor do jogo entre o japonês Satoshi Iwabuchi e o chileno Nicolas Massu, Guga faz seu último torneio antes da temporada de carpete, piso em que tem resultados pífios.
O Aberto do Japão, que dá 50 pontos no ranking ao seu campeão, é realizado em quadras duras, superfície em que o brasileiro mostrou evolução na temporada – conquistou o título de Indianapólis, seu primeiro nesse piso.
Em Tóquio, Guga ainda terá pela frente a competição com os rivais mais fracos do que resta no seu calendário. Dos dez melhores colocados na Corrida dos Campeões, Kuerten será o único que estará em ação no torneio japonês.
Acabada a competição de Tóquio, o brasileiro terá muitas dificuldades para somar pontos no ranking, o qual hoje lidera com seis pontos de vantagem sobre o russo Marat Safin e oito sobre o norte-americano Pete Sampras.
Até a Masters Cup, que irá reunir os oito melhores jogadores da temporada e decidirá o título da Corrida, Guga só disputará torneios em quadras de carpete, o piso mais rápido do tênis. Tanto Safin quanto Sampras são mais eficientes do que o brasileiro nessa superfície.
André Sá – O tenista brasileiro André Sá estreou ontem com vitória no Torneio de Tóquio ao bater o espanhol Alex Calatrava por 2 sets a 1 (6/4, 0/6 e 6/2). Na segunda rodada da competição, Sá deve jogar amanhã contra o vencedor do confronto entre o argentino Mariano Zabaleta e o sueco Kalle Flygt. Esta foi a segunda vez que André venceu Calatrava. Na primeira, em Laguna Hills, nos EUA, em 99, por 2 sets a 0.
Em duplas, André e o chileno Nicolas Massu disputam duas vagas na chave principal. Eles venceram os japoneses Mitsuhiro Goto e Yasuo Miyazaki por 6/3 e 7/5 na primeira rodada.