São Paulo - Gustavo Kuerten tenta hoje na segunda rodada do Torneio de Buenos Aires, contra o paulista Flávio Saretta, diminuir uma pequena mancha do currículo. Em seu histórico de mais de 400 jogos pela ATP, Guga poucas vezes enfrentou outro brasileiro.
Quando isso aconteceu, porém, Kuerten não concedeu muitas chances ao compatriota. Contra Fernando Meligeni (em quatro oportunidades), Marcio Carlsson e Alexandre Simoni, Kuerten não perdeu nem sequer um set. A exceção na relação de brasileiros que cruzaram com Guga em torneios de primeira linha da ATP é justamente Saretta, 22 anos.
Saretta, que ocupa a 90 posição no ranking e é o quatro brasileiro na lista, atrás de Guga (29º), André Sá (66º) e Meligeni (79º), derrotou Kuerten na estréia do Torneio da Costa do Sauípe de 2001. Kuerten, que disputava pela primeira vez um torneio da série principal da ATP no Brasil, caiu por 2 a 1 (4/6, 6/2 e 6/4).
''Estava mortinho'', disse ele, que vinha de seis torneios em apenas sete semanas na ocasião. ''Este é o dia mais feliz da minha vida como tenista'', afirmou Saretta, cuja melhor colocação no ranking foi a 67, após a vitória.
''Acho que vai ser uma partida muito parelha e uma ou duas bolas vão decidir'', disse Guga sobre o jogo, marcado para as 19h30.
Assim como Kuerten, Saretta tem o saibro como piso preferido, mas seus resultados são muito diferentes dos de seu rival de hoje. Kuerten tem 18 títulos, e os melhores resultados de Saretta são a semifinal em St. Poelten (AUT) e a terceira rodada em Wimbledon, ambos na temporada passada. ''O Saretta está jogando bem e assim como eu já ganhou um torneio neste começo do ano'', disse Kuerten, que foi campeão no Torneio de Auckland, em janeiro.
Saretta conquistou pela segunda vez o challenger de São Paulo.
Guga, que anteontem venceu com facilidade o peruano Ivan Miranda (148º do mundo), disse que tem muito a evoluir após cinco meses distante da terra batida.
O técnico Larri Passos concorda. ''O Guga não jogava no saibro havia um tempão e tem muita coisa para melhorar'', disse ele. Ontem Kuerten jogaria na chave de duplas, ao lado de André Sá, contra os argentinos Lucas Arnold e David Nalbandian.