|
  • Bitcoin 118.076
  • Dólar 5,2225
  • Euro 5,3507
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 04/08/2022, 15:52

Grêmio chega a três meses sem perder, mas 0 a 0 é vilão na Série B

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 04 de agosto de 2022

JEREMIAS WERNEK
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - Já são 89 dias sem perder. Este é o momento do Grêmio na Série B do Brasileiro. Tudo isso em meio à série de invencibilidade que dura 15 jogos e sustenta campanha no topo da tabela. O empate com a Chapecoense, porém, confirma a tendência do time. O placar sem gols é o resultado mais frequente da equipe de Roger Machado, até aqui.

O time gaúcho volta a campo nesta sexta-feira (5) diante do Guarani, em Campinas (SP), no estádio Brinco de Ouro da Princesa.

Até aqui, o Grêmio soma sete empates por 0 a 0 ao longo dos 21 jogos. Seis deles como visitante.

"O futebol convencionou as análises a falar do copo vazio, que é o que repercute. Internamente vou sempre falar do copo meio cheio. O que vende, repercute, é a narrativa criada. Faz parte. Acontece. Mas eu sempre vejo pela forma (visão) interna", disse Roger Machado, treinador do Grêmio.

Diante da Chapecoense, o empate por zero foi de certa forma comemorado pela circunstância. Bitello foi expulso aos 29 do primeiro tempo, após entrada duríssima no meio-campo.

Dono de 37 pontos, o Grêmio não é derrotado desde 8 de maio, quando perdeu para o Cruzeiro pelo placar de 1 a 0. De lá para cá, seis vitórias e nove empates. Ou seja, até no grande momento dentro da Série B o empate aparece constantemente.

Mas o Grêmio não é o recordista de empates na atual edição da Série B. O título está com o Tombense, dono de 11 resultados iguais e atual sexto colocado.

A leitura do Grêmio, nos bastidores, é que o alto número de empates tem motivos distintos. Ali atrás, logo depois da derrota em Belo Horizonte, a equipe oscilava e a cada ponto conseguia fôlego para seguir. Recentemente, mudou. Os resultados iguais surgiram em oscilações indesejadas ou graças a falhas coletivas ou individuais. Seja no ataque, ao desperdiçar gols, ou no sistema defensivo por ceder comemoração ao adversário.

O Grêmio pode perder até duas posições ao longo da atual rodada, para Vasco e Bahia. Saindo do segundo para o quarto lugar, no pior dos cenários. Os empates, então, voltarão a surgir como vilões na campanha.

Para a partida desta sexta, o técnico Roger Machado será desfalcado por Bitello, suspenso após tomar cartão vermelho, e Ferreira, que se recupera de lesão na coxa esquerda. O zagueiro Rodrigues também não está entre os relacionados.

Em compensação, o técnico deve contar com Brenno, Edilson e Elkeson, que se recuperaram de lesões e já estão aptos a entrar em campo -os dois últimos, porém, podem começar no banco, graças ao tempo parados. Portanto, uma possível escalação do Grêmio tem: Brenno; Rodrigo Ferreira, Geromel, Bruno Alves e Nicolas; Lucas Leiva, Villasanti e Campaz; Biel, Guilherme e Diego Souza.

O Guarani, por sua vez, vem de derrota por 2 a 1 contra o Sport, e busca a vitória para se afastar da zona de rebaixamento. Com 19 pontos, o time ocupa a 18ª posição.

Nesta sexta, o técnico Mozart deve contar com os retornos do meia-atacante Gioavanni Augusto e o zagueiro Ronaldo Alves. O zagueiro Derlan, suspenso na última rodada, está de volta.

Por outro lado, será a primeira partida do time de Campinas após as saídas do atacante Lucão do Break e do goleiro Rafael Martins, que jogarão o restante da temporada em times estrangeiros.

Uma possível escalação inicial do Guarani tem: Kozlinski; Lucas Ramon (Diogo Mateus), Derlan, João Victor e Jamerson; Leandro Vilela, Rodrigo Andrade e Isaque; Júlio César, Bruno José e Nicolas Careca (Giovanni Augusto).

Estádio: Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)

Horário: Às 21h30 (de Brasília) desta sexta-feira (5)

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (Fifa/DF)

VAR: Rodrigo Nunes de Sá (VAR-Fifa/RJ)

Transmissão: SporTV e Premiere