Os atletas da Associação Londrinense de Ginástica Artística (Alga) ganharam um estímulo a mais para treinar para a próxima edição do Campeonato Brasileiro, que será realizado a partir do dia 5 de novembro, em Goiânia. No último fim de semana, a equipe fez uma boa participação no Torneio Nacional de Ginástica Artística, em Porto Alegre, trazendo uma medalha de ouro, uma prata e uma bronze, além do terceiro lugar na classificação geral por equipes masculinas.
O grande destaque, como já se esperava, foram os meninos. Lucas Galdino e Leonardo Iwama, de 11 anos, repetiram as mesmas colocações do ano passado, ficando respectivamente em primeiro e segundo lugar. ''Dessa vez foi mais difícil, pois o nível dos outros atletas era mais elevado. Além disso, da outra vez eles estavam mais à vontade. Nessa, eles ficaram um pouco mais preocupados, observando o desempenho dos adversários'', avaliou Geisel Campos, técnico da equipe.
Galdino ainda teve uma dificuldade a mais na competição. No dia da prova, o garoto caiu quando brincava em uma esteira, ralando o ombro e parte do rosto. Mas nada que não pudesse ser superado. ''Eu sentia dor, mas deixava pra lá'', disse o atleta.
Apesar das dificuldades já se esperava um bom desempenho dos dois. A surpresa veio por conta da terceira colocação da equipe masculina. Segundo Campos, os resultados conquistados por Bruno Negrão (5º) e Heitor Salvian (7º) acabaram colaborando. ''Além disso, ao contrário do que a gente esperava, as outras delegações acabaram levando equipes pequenas também'', disse o treinador.
Já entre as meninas, Aline Baccarim ficou em terceiro lugar. ''Queria o primeiro lugar, fiquei um pouco nervosa, mas foi uma boa colocação'', declarou Aline.
Para o Campeonato Brasileiro viajam apenas quatro atletas da equipe masculina. Segundo Campos, se espera uma competição bem mais difícil, onde cada mínimo detalhe pode fazer a diferença. Por isso, os treinos foram reforçados. ''Agora tem que dar aquela puxada final. São 52 ginastas da categoria deles e o grau de perfeição é alto. No ano passado, por exemplo, o Galdino e o Iwama ficaram em segundo e quarto por causa de 0,05 pontos''.

Veja mais fotos dos ginastas (exclusivas para a FolhaWeb):

Ginastas da Alga sobem no pódio
Ginastas da Alga sobem no pódio Ginastas da Alga sobem no pódio Ginastas da Alga sobem no pódio Ginastas da Alga sobem no pódio