Miami, 25 (AE) - O brasileiro Gil de Ferran, com Reynard/Honda (Penske), ganhou o primeiro ponto da Fórmula Indy no ano 2000, estabelecendo hoje, a pole position para o GP de Miami. Gil fez a melhor volta com o tempo de 25s942 (média horária de 335,442 km/h). O colombiano Juan Pablo Montoya, com Lola/Toyota (Chip Ganassi), ficou em segundo e Adrian Fernandez, Reynard/Ford (Patrick), foi o terceiro. A Ford colocou 6 carros entre os 9 primeiros colocados.
"Fui bem nos testes de Sebring e Nazareth e já me sinto familiarizado com o carro", disse Gil, após o treino. O piloto explicou que, ao contrário de Kenny Brack e Juan Pablo Montoya, os mais rápidos no treino da manhã, ele ainda tinha um pequeno espaço para melhorar o tempo na clasificação. "Eles ficaram na mesma faixa do treino da manhã. Eu cravei um tempo mais rápido"
disse.
De manhã, Roger Penske, dono da equipe, afirmou a Gil e seu consultor, Amandio Ferreira, o "Gigante": "quero ganhar outra vez". A última pole e a última vitória da equipe Penske foi em 97. O vento forte que sopra em Homestead desde a sexta-feira pode ser um fator importante para a corrida de amanhã, segundo Christian Fittipaldi. "No oval, a força do vento pode por abaixo qualquer acerto aerodinâmico. E fica muito mais difícil de guiar", diz.
O GP de Miami, no Homestead Speedway, circuito oval de 2 416 quilômetros, será disputado em 150 voltas. A melhor média horária da história da corrida, desde 96, pertence a Michael Andretti com 232 km/h, em sua vitória de 98. Andretti é o único piloto que já venceu duas vezes nessa pista. A primeira foi em 97. As equipes acham difícil superar esta marca já que os carros mudaram de regulamento e os novos aerofólios MK II (para ovais curtos e médios) aumentaram sensivelmente - cerca de 250 libras - o arrasto. As asas para os superspeedways de Michigan e Fontana e os traçados mistos permanecem as mesmas. A corrida será transmitida ao vivo, à partir das 16h (de Brasília), pelo SBT e Direct TV (canal 363).
Tony Kanaan descarta a possibilidade de uma corrida "side by side", onde os pilotos correm lado a lado disputando posições nas curvas. "Correremos em fila indiana", assegura. "Hoje, os carros estão até mais velozes nas curvas. Mas, em compensação, perdemos tempo na reta fazendo com que os carros iniciam a tomada de curva com menos velocidade" explica Christian.
Tony Kanaan, o mais rápido no treino de sexta-feira, tem dúvidas se o novo regulamento é melhor para seu estilo agressivo de pilotar. "O problema é que este carro (Reynard/Mercedes) é muito melhor do que o do ano passado (Reynard/Honda). Para mim, então, a situação agora é mais favorável".
Grid de largada: 1 - Gil de Ferran, Reynard/Honda (Penske), 25s942 2 - Juan Montoya, Lola/Toyota (Chip Ganassi), 25s948 3 - Adrian Fernandez, Reynard/Ford (Patrick), 26s042 4 - Alexandre Tagliani, Reynard/Ford (Players), 26s114 5 - Kenny Brack, Reynard/Ford (Rahal), 26s145 6 - Michael Andretti, Lola/Ford (Newman Haas), 26s175 Outros brasileiros: 7- Roberto Moreno, Reynard/Ford (Patrick) 8 - Helio Castro Neves, Reynard/Honda (Penske) 9 - Christian Fittipaldi, Lola/Ford (Newman Haas) 11 - Gualter Salles, Lola/Ford (Dale Coyne) 14 - Tony Kanaan, Reynard/Mercedes (Hollywood/Mo Nunn) 18 - Mauricio Gugelmin, Reynard/Mercedes (PacWest) 23 - Cristiano da Matta, Reynard/Toyota (PPI Motorsports)