O técnico do Atlético Mineiro, Valdonedo Xavier, que há duas partidas assumiu o posto do demitido Carlos Alberto Parreira, busca sua primeira vitória no comando da equipe hoje, às 21h40, no Mineirão, contra o time misto do Boca Juniors, pela segunda fase da Copa Mercosul. Desde o início da semana, Nedo, como é chamado o treinador, conta com um reforço na comissão técnica atleticana: o auxiliar José Maria Pena, ex-jogador do clube e que cuida das categorias de base.
Pena também assessorou o ex-supervisor Humberto Ramos que, no ano passado, quando foi elevado a treinador de última hora, em substituição a Dario Pereyra, acabou levando o Atlético à final do Brasileiro, perdida para o Corinthians. ‘‘A situação desta vez é a mesma, precisamos de vitórias na Copa João Havelange, para ainda pensar em classificação, e há o desafio da Mercosul, onde temos pela frente o difícil Boca’’, disse Nedo. ‘‘A ajuda de Pena é muito importante’’, acrescentou.
O time mineiro deverá ter a volta do zagueiro Cláudio Caçapa. Ele forma a defesa com o argentino Cápria, que procurou passar informações sobre o adversário ao treinador. ‘‘Mesmo sabendo que o Boca Juniors deverá poupar titulares, já que prepara-se para decidir o mundial interclubes em Tóquio, teremos um grupo de alto nível pela frente’’, afirmou o zagueiro. O jogo de volta é em La Bombonera, na próxima terça-feira.