|
  • Bitcoin 143.700
  • Dólar 4,8231
  • Euro 5,1483
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 07/04/2022, 21:57

Gabriel Santos vence os 100m livre no Troféu Brasil e vai ao Mundial

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 07 de abril de 2022

DEMÉTRIO VECCHIOLI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Gabriel Santos, do Pinheiros, venceu nesta quinta-feira (7) a prova mais nobre do Troféu Brasil de Natação, os 100m livre, que teve disputa emocionante no Maria Lenk, com seis atletas separados por 20 centésimos. Mesmo sendo só o quarto mais rápido do dia, Marcelo Chierighini ficou com a segunda vaga do Brasil na prova para o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, que vai acontecer no meio do ano em Budapeste (Hungria).

Principal nome dos 100m livre nos últimos anos no Brasil, Gabriel foi mal no Troféu Brasil do ano passado, inicialmente não conseguindo se classificar nem à final, mas acabou tendo uma segunda chance porque André Calvelo caiu no doping, e Gabriel acabou entrando no time olímpico. Desta vez ele foi bem nas eliminatórias, com 48s72, e ainda melhor na final, com 48s64. Foi o terceiro título dele de Troféu Brasil.

O índice para o Mundial é 48s77 e Chierighini se classificou para os 100m livre no Mundial por conseguir nadar a prova um centésimo abaixo disso na final A, único tiro que valia para tomada de índice. Nas eliminatórias, Felipe Ribeiro fez 48s41, mas na final foi só terceiro, com vaga no revezamento 4x100m livre no Mundial. Já Guilherme Caribé, de só 19 anos, marcou 48s68 na final B, que também não valia para tomada de tempo.

Completa o revezamento 4x100m no Mundial o garoto Vinicius Assunção, do Sesi, com 48s81. Victor Alcará e Luis Gustavo Borges empataram em quinto, com 48s84. Ou seja: os seis primeiros foram separados por apenas 20 centésimos.

Vinicius Assunção, de apenas 21 anos, é uma das novidades da seleção que vai ao Mundial, depois de se classificar tanto pelo 4x100m livre quanto pelo 4x200m. Nesta segunda prova, o time terá ainda Fernando Scheffer, classificado como medalhista olímpico, Breno Correia e Murilo Sartori.

Após quatro dos seis dias de disputa do Maria Lenk, o Brasil ainda tem classificados para o Mundial Guilherme Costa (400m livre e 800m livre), Scheffer (400m livre), Matheus Gonche (200m borboleta) e Stephan Steverink (400m medley), entre os homens, para provas olímpicas. João Luiz Gomes Jr (50m peito) e Nicholas Santos (50m borboleta) se classificaram em provas que não são olímpicas.

No feminino, os destaques da competição até aqui são Jhennifer Conceição (classificada nos 100m peito), Beatriz Dizotti (1500m livre), Viviane Jungblut (nos 400m livre e 1500m livre) e principalmente Stephanie Balduccini, de 17 anos, que venceu os 200m livre e, hoje, repetiu a dose nos 100m livre.

Por causa dos resultados coletivos, na soma dos tempos das quatro primeiras colocadas das provas, o feminino já classificou dois revezamentos: o 4x100m livre e o 4x200m livre, com várias estreantes em Mundiais. O 4x200m terá Giovanna Diamante, Aline Rodrigues, Maira Paula Heitmann e Stephanie, enquanto o 4x100m será composto por Stephanie, Giovanna, Ana Carolina Vieira e a jovem Giovana Medeiros, de 17 anos.