|
  • Bitcoin 124.800
  • Dólar 5,1585
  • Euro 5,3214
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 25/06/2022, 16:12

'Fui abusada sexualmente pelo menos 30 vezes', afirma ex-prodígio do tênis

PUBLICAÇÃO
sábado, 25 de junho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Duas vezes finalistas de Grand Slam e atualmente aposentada, Andrea Jaeger afirmou que foi abusada sexualmente pelo menos 30 vezes ao longo de sua curta carreira como tenista.

"Eu me trocava em banheiros químicos ou boxes normais porque eu não queria lidar com os comentários, curiosidades ou ações das pessoas", disse a ex-atleta em entrevista ao jornal inglês The Independent.

"Alguém me reconheceu uma vez no US Open e perguntou o que eu estava fazendo [em um banheiro que não era no vestiário de atletas], então eu apenas disse que um cano estava quebrado no vestiário. Sempre houve a preocupação que posso ter de lidar com um adulto que teve problemas em ser verbal ou fisicamente inadequado comigo", acrescentou.

Jaeger teve uma carreira de sucesso no tênis feminino. Foram dez títulos conquistados, além de dois vices em torneios Grand Slam: Roland Garros, em 1982, e Wimbledon, em 1983.

Além disso, ela alcançou a segunda posição no ranking mundial.

Esses resultados foram conquistados quando ela era muito jovem, entre 16 e 19 anos. Por esse motivo, ela ganhou destaque na mídia e foi considerada por muitos como prodígio do tênis.

Mesmo com esses bom desempenho, Andrea Jaeger encerrou a carreira com apenas 19 anos por causa de uma séria lesão no ombro, que fez com que ela passasse por sete cirurgias.