|
  • Bitcoin 101.900
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 08/06/2022, 20:03

Fora das pistas, Lewis Hamilton se envolve em projetos que vão da música à moda

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 08 de junho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - É indiscutível que Lewis Hamilton, heptacampeão da F1, é um dos melhores pilotos da sua geração. O britânico, vice-campeão da temporada passada, acumula recordes na sua carreira. Ele também faz bonito fora das pistas, envolvendo-se em projetos que vão desde produção de músicas e filmes a design de moda.

Nesta terça-feira, a Apple Studio confirmou que fará um filme sobre a Fórmula 1, com o ator Brad Pitt no elenco e o piloto da Mercedes como produtor. O filme, do diretor Joseph Kosinski, responsável por Top Gun: Maverick, Tron: O Legado e Oblivion, conta a história de um ex-piloto de F1 de 58 anos, vivido por Pitt, que deixará a aposentadoria para ajudar um novato na categoria.

Aliás, a parceria entre Hamilton e Kosinski poderia ter acontecido antes, mas com o piloto à frente das câmeras. Em entrevista ao UOL, em 2019, o britânico revelou que tentou um papel no filme Top Gun: Maverick, estrelado por Tom Cruise.

"Eu tentei um papel no Top Gun, porque sempre fui um grande fã. Eu tive a oportunidade de fazer e pensei: 'vamos fazer, vamos dar um jeito!'. Mas não tinha tempo de fazer nenhuma filmagem. Eu definitivamente não teria tempo. Isso iria tomar toda a minha pausa de inverno. Então essa é minha grande dificuldade no momento. Se você visse meu calendário, ele está super carregado e estou tentando tirar mais dias de folga para tentar render o melhor possível -estou tentando encontrar esse equilíbrio. Você precisa tirar o pé um pouco no final do ano". Ele também contou ser apaixonado por cinema e revelou que fez testes para outros papéis.

O piloto ainda é produtor de um documentário, também da Apple, que contará a história de sua vida. A ideia da produção, que ainda está em fase inicial, é contar, além da carreira de Hamilton nas pistas, a vida do atleta fora delas.

MÚSICA GRAVADA COM CHRTINA AGUILERA

Além da paixão pelo cinema, Hamilton se arrisca no mundo da música. Em 2018, ele utilizou o pseudônimo XNDA e atacou de rapper para gravar a música Pipe, no álbum Liberation, de Christina Aguilera. Mas só dois anos depois, ele só revelou ser o parceiro da ganhadora do Grammy.

"Teve uma pessoa incrível e talentosa que me procurou há algum tempo, me chamando para participar de seu álbum e eu fiquei surpreso e não pensei duas vezes. Tinha duas horas para escrever alguns versos e gravar. O objetivo era que a música saísse com um codinome, para que vocês ouvissem primeiro e só depois soubessem que era eu, mas acabou não acontecendo como planejado", declarou Hamilton na ocasião.

"Evitei reconhecer que era eu, não sei por que, talvez insegurança, medo, excesso de pensamento, algo com o qual acho que muita gente possa se relacionar. Bem, quero dizer que o XNDA sou eu e estou muito honrado e grato à Christina por me dar um lugar para usar a minha voz. Tenho muita gratidão e respeito por ela e pelo que ela fez nos negócios", revelou Hamilton em sua conta do Instagram.

Na época, ele afirmou que a música é uma paixão antiga e que ele compunha há mais de uma década. Em uma live em outubro de 2020, Hamilton apresentou trechos das músicas, no estilo R&B, trap e rap, em que estava trabalhando.

Além de cantar, Hamilton frequentemente mostra sua conexão com a música, tocando piano e violão em vídeos em sua conta no Instagram.

MODA: PARCERIA COM GRIFES E SUSTENTABILIDADE

Lewis Hamilton também tem uma ligação muito forte com o mundo da moda. Sem medo de ousar, ele costuma surpreender, seja nas roupas ou nos cabelos. Em 2021, por exemplo, o piloto apareceu no circuito da Turquia usando uma saia e defendeu a neutralidade de gênero nas roupas.

E ele não se contenta em apenas consumir moda. Desde 2018, o piloto tem feito parcerias com a grife norte-americana Tommy Hilfiger. Em 2020, se juntou à cantora norte-americana HER para assinar uma coleção primavera/verão sem gênero para a marca.

Defensor de temas como sustentabilidade, Hamilton apostou em uma coleção feita com materiais e métodos de produção menos agressivos ao meio ambiente, como algodão orgânico. A coleção, composta por uma paleta de cores neutras, foi projetada para ser usada tanto por homens como por mulheres.

No ano passado, ele também desfilou na Semana de Moda de Paris pela marca Balenciaga e compareceu ao baile MET Gala em Nova York. No evento, ele comprou uma mesa, ao custo de US$ 275 mil (equivalente a R$ 1,3 milhão, na cotação atual) e convidou apenas estilistas e designers negros em ascensão.