|
  • Bitcoin 149.326
  • Dólar 4,9016
  • Euro 5,1929
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 11/05/2022, 21:39

Flamengo vence Altos por 2 a 0, avança na Copa do Brasil e alivia pressão

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 11 de maio de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Flamengo está nas oitavas de final da Copa do Brasil. A equipe rubro-negra venceu o Altos-PI, na noite desta quarta-feira (11), em Volta Redonda, por 2 a 0, e avançou na competição, aliviando um pouco a pressão.

O placar foi construído com gol de Gabigol, de pênalti, e Victor Hugo, ambos no segundo tempo. Ao fim da etapa inicial, ainda com o empate sem gols no marcador, vaias puderam ser ouvidas. Antes de a bola rolar, faixas contra integrantes da diretoria foram vistas nas arquibancadas.

No jogo de ida, no Albertão, o time da Gávea havia vencido por 2 a 1, de virada. A classificação acontece em um momento de pressão e com o trabalho do técnico Paulo Sousa contestado.

O adversário do Fla na próxima fase ainda será sorteado. O time volta a campo no sábado, contra o Ceará, no Castelão, pelo Campeonato Brasileiro. O Altos, por sua vez, vai encarar o Atlético Cearense, pela Série C.

O zagueiro Rodrigo Caio retornou aos gramados após cinco meses afastado devido a um problema no joelho direito. O jogador foi titular e capitão na partida de hoje.

A última partida do camisa 3 foi contra o Sport, no começo de dezembro, ainda pelo Brasileiro. Ele passou por uma cirurgia no joelho direito em dezembro e, posteriormente, teve uma infecção em um dos pontos. O jogador deixou a partida no intervalo.

O time rubro-negro entrou em campo com um time considerado alternativo, com nomes como Marcos Paulo, Lázaro e Marinho. A equipe do técnico Paulo Sousa conseguiu ficar quase que em todo o primeiro tempo no ataque, mas encontrou dificuldades para furar a marcação adversária.

No segundo tempo, o treinador optou por mudar a formação, colocando Pedro na vaga de Thiago Maia. A alteração surtiu efeito, e os espaços começaram a surgir. Em uma das investidas, Lázaro foi derrubado na área e o Fla abriu o placar em cobrança de pênalti, mudando o cenário do jogo.

O Altos iniciou a partida até tentando manter uma formação para "sair para o jogo", mas logo fizeram linhas defensivas mais sólidas e tentaram explorar as saídas em velocidade. Até encontraram alguns espaços, mas não chegaram a fazer Hugo trabalhar.

A equipe, porém, não resistiu às mudanças realizadas pelo Fla, e passou a deixar mais espaços. Após o adversário abrir o placar, tentou ganhar terreno, mas pouco conseguiu criar.

O JOGO

O jogo começou morno. O Flamengo pressionava bastante a saída do Altos e conseguia ter a posse de bola, com boa presença no campo de ataque, mas sem oportunidades muito claras.

A primeira chance mais limpa aconteceu após lançamento de Thiago Maia para Lázaro, que dominou na frente de Marcelo e bateu na saída do goleiro, mas mandou por cima da meta.

O time rubro-negro rondava a área do Altos, mas encontrava dificuldade em furar o bloqueio adversário. Os chutes de média distância passaram a ser uma arma, e Marinho arriscou duas vezes, assustando a defesa da equipe do Piauí.

João Gomes esteve perto de abrir o placar. Após cobrança de escanteio, Leo Pereira desviou e o volante apareceu nas costas da defesa para finalizar, mas mandou no pé da trave.

Ao fim do primeiro tempo, a equipe do Flamengo e o técnico Paulo Sousa ouviram protestos das arquibancadas, como vaias.

Na volta do intervalo, Paulo Sousa mudou a cara da equipe ao colocar Pedro na vaga de Thiago Maia, e o Fla passou a atuar no 4-2-3-1. O camisa 21, logo no início da segunda etapa, teve boa chance. Ele recebeu em velocidade e tentou driblar o goleiro, mas Marcelo deu o bote certo e conseguiu o tiro de meta.

Com um time sem tanta criatividade, a torcida passou a pedir a entrada de Arrascaeta. E Paulo Sousa atendeu.

Após João Gomes cobrar falta rapidamente Lázaro foi derrubado na área. Na cobrança, Gabigol abriu o placar.

Com a vantagem no placar, o Flamengo conseguiu ter um pouco mais de tranquilidade para trocar passes. Ao mesmo tempo, o Altos buscava o empate, mas, com o time espaçado, falhava na construção das jogadas.

Quando o jogo entrava na reta final, Marcos Aurélio saiu do banco e, logo no primeiro lance, assustou o Fla. Ele recebeu e bateu no canto direito de Hugo, mas a bola passou próximo à trave e foi para fora.

Nos minutos finais, Rodinei recebeu de Diego, cruzou e Victor Hugo subiu para testar e ampliar. Foi o primeiro gol dele no profissional, e no dia em que completa 18 anos.

Ao apito final, um misto de celebração e protesto. Ao mesmo tempo em que comemoravam a classificação, o presidente Landim e o vice-presidente Marcos Braz foram xingados.

Estádio: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)

Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Daniel Luis Marques (SP)

Cartões amarelos: Thiago Maia, Rodinei (FLA); Diego Viana, Lucas Souza (ALT)

Gols: Gabigol, aos 12min do 2º tempo; e Victor Hugo, aos 40min do 2º tempo (FLA)

FLAMENGO

Hugo Souza; Rodinei, Rodrigo Caio (Pablo), Léo Pereira e Marcos Paulo (Matheuzinho); Thiago Maia (Pedro), Gomes, Diego e Lázaro (Arrascaeta); Marinho (Victor Hugo) e Gabriel. T.: Paulo Sousa

ALTOS

Marcelo, Júlio Ferrari (Mosquito), Fábio Aguiar, Lucas Souza e Dieyson; Marconi, Sousa Tibiri e Diego Viana (Marcos Aurélio); Eliélton (Lucas Campos), Manoel (Danilo Bala) e Betinho (Dico). T.: Francisco Diá