Derrotados nos jogos de sábado, e correndo sério risco de não classificação para a próxima fase, Flamengo e Santos demitiram seus treinadores. O time carioca anunciou ontem a contratação do técnico tetracampeão Mario Jorge Lobo Zagallo, em substituição a Carlinhos. Até o início da noite de ontem, a diretoria do Santos ainda não havia definido que assume a vaga deixada por Giba.
O milionário time de craques do Flamengo igualou um recorde negativo de 50 anos – cinco derrotas consecutivas –, a perder no Canindé por 2 a 1, de virada, para a Portugesa. O meia Petkovic abriu o placar; Irênio marcou os dois gols da Lusa. Time de maior investimento no futebol brasileiro neste ano – cerca de US$ 40 milhões –, o bi-campeão carioca vem decepcionando sua enorme torcida no segundo semestre.
Para disputar a Copa João Havelange, a diretoria Flamengo contratou jogadores famosos como os atacantes Edílson e Denílson, o meia Alex e o zagueiro da seleção paraguaia Gamarra. No início do ano, o clube já havia gasto cerca de US$ 8 milhões para ter Petkovic e o volante da seleção olímpica Mozart.
O Flamengo está fazendo uma campanha pífia na Copa JH. O time soma apenas 23 pontos em 18 jogos e corre o risco de não se classificar para a segunda fase do torneio. Zagallo vai ser apresentado amanhã à tarde ao elenco e estréia no cargo, sem ter realizado um treino com os seus novos jogadores, na terça à noite, contra o Vélez Sarsfield, pela Copa Mercosul.
Santos – O time de Vila Belmiro demitiu o técnico Giba após a derrota para o Goiás, por 3 a 1, no Serra Dourada em Goiania. Depois da partida, o treinador foi duramente criticado por jogadores, torcida e dirigentes santistas. Os nomes mais cotados para substitui-lo no cargo são Renê Simões, Paulo César Carpegiani e Oswaldo Alvarez, ex-técnico corintiano.
Com 24 pontos na Copa João Havelange, o Santos não vence há cinco jogos – foram três derrotas e e dois empates. Dill, Evair e Araújo marcaram os gols do Goiás. O zagueiro André Luís descontou para o time santista. De acordo com os diretores do clube, a decisão de afastar Giba é decorrência dos resultados negativos da equipe e não está relacionada às críticas feitas por jogadores santistas ao treinador.
Edmundo e Dodô, substituídos quando o time perdia por 3 a 0 para o Goiás, sairam de campo reclamando muito e chegaram a xingar Giba, antes de irem para o vestiário. O presidente do Santos, Marcelo Teixeira, deve anunciar hoje o nome do novo técnico, quando chegar de viagem ao Estados Unidos.