|
  • Bitcoin 141.421
  • Dólar 4,8152
  • Euro 5,1437
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 16/03/2022, 22:13

Flamengo sai na frente em semifinal contra o Vasco com gol de Gabigol após VAR

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 16 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Flamengo saiu na frente na semifinal do Campeonato Carioca contra o Vasco. Com muito mais volume de jogo e finalizações, o elenco rubro-negro venceu o rival por 1 a 0 no Maracanã e ampliou sua vantagem na disputa.

No primeiro gol rubro-negro, a arbitragem consultou o VAR e enxergou mão do zagueiro vascaíno Anderson Conceição, assinalando pênalti que Gabigol bateu e converteu. Os jogadores cruzmaltinos reclamaram bastante.

Agora o Flamengo pode até perder pelo mesmo resultado no próximo domingo (20), no jogo de volta, que fica com a vaga na decisão do Estadual. Na outra semifinal se enfrentam Botafogo e Fluminense nos dias 21 e 27.

Gabigol, camisa 9 do Flamengo chegou aos oito gols no Campeonato Carioca e se isolou na artilharia da competição. Na segunda colocação está Erison, do Botafogo, com seis.

Pelo lado do Vasco, o experiente Léo Matos foi preciso nos desarmes e ajudou bastante na proposta cruzmaltina de jogar retrancado. Já no lado do Flamengo, Everton Ribeiro fez uma boa partida atuando mais pelo lado direito. O camisa 7 fez boas combinações, se sentiu mais cômodo para cair por dentro e foi uma das boas notícias em uma noite de futebol sem brilho do Flamengo.

O técnico Zé Ricardo tentou surpreender o Flamengo com uma formação diferente, improvisando o lateral direito Weverton como ponta. No entanto, a opção não surtiu efeito, já que o jogador pouco apareceu para a partida, não ofereceu perigo ao adversário, e foi substituído no intervalo por Figueiredo.

Pelo lado do Flamengo, Arrascaeta não apareceu como se espera sendo o principal jogador da temporada. Como de hábito, o meia conseguiu encaixar bons passes, mas rendeu abaixo daquilo que vem rendendo no ano.

Zé Ricardo armou o Vasco com uma proposta bastante defensiva. No primeiro tempo, por exemplo, o time não teve nenhuma finalização e apenas 31% de posse de bola. Na segunda etapa, o treinador colocou Figueiredo na vaga de Weverton e passou a chegar mais, criando algumas oportunidades.

O Flamengo abriu ainda mais vantagem na semifinal do Carioca, é verdade, mas cumpriu uma atuação bem apagada no clássico diante do Vasco. Vale ressaltar que os vascaínos formaram uma muralha para dificultar as penetrações do Flamengo, mas a equipe de Paulo Sousa mostrou poucas saídas para furar o bloqueio imposto pelo rival. Mesmo com o comando das ações, o Flamengo, especialmente na etapa final, foi uma equipe sem brilho e bastante previsível. Valeu pela vitória contra um grande rival, mas a torcida deixou o Maracanã com uma ponta de decepção pela atuação.

Após converter seu gol de pênalti, Gabigol correu em direção à torcida do Vasco com a mão na orelha direita em gesto provocativo. Irritados, torcedores cruzmaltinos arremessaram objetos no gramado. O zagueiro vascaíno Anderson Conceição também não gostou e foi tirar satisfação com o camisa 9.

Outro que pareceu não gostar, de acordo com as imagens da Cariocão TV, foi o técnico Paulo Sousa, que pareceu gesticular para ele e seus companheiros saírem dali.

Com dores na panturrilha, o volante Matheus Barbosa foi vetado pelo departamento médico do Vasco. O jogador, a princípio, ficaria no banco de reservas. Além deles, também não foram relacionados por problemas clínicos o zagueiro Ulisses e o atacante Getúlio, ambos suplentes.

VASCO

Thiago Rodrigues; Léo Matos, Anderson Conceição, Juan Quintero e Edimar; Zé Gabriel (Luiz Henrique), Juninho (Yuri Lara) e Nenê (Vitinho); Weverton (Figueiredo), Gabriel Pec (Bruno Nazário) e Raniel. T.: Zé Ricardo

FLAMENGO

Hugo Souza; Matheuzinho (Rodinei), Fabrício Bruno, David Luiz e Filipe Luís; Willian Arão, Andreas Pereira (João Gomes) e Arrascaeta; Everton Ribeiro (Marinho), Bruno Henrique (Lázaro) e Gabriel (Pedro). T.: Paulo Sousa

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Felipe da Silva Gonçalves Paludo

Auxiliares: Luiz Claudio Regazone e Michael Correia

VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga

Cartões amarelos: Juninho, Figueiredo, Léo Matos (VAS); Andreas Pereira, Matheuzinho (FLA)

Gols: Gabigol (FLA), aos 41 minutos do primeiro tempo