|
  • Bitcoin 145.710
  • Dólar 4,9850
  • Euro 5,2265
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 06/04/2022, 00:00

Flamengo faz o dever de casa na Libertadores e alivia pressão após turbulência

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 05 de abril de 2022

LEO BURLÁ
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Em um jogo marcado por confusões e indefinições antes de a bola rolar, o Flamengo fez seu dever de casa nesta terça-feira (5), na estreia da Libertadores. Com gols de Bruno Henrique e Matheuzinho, a equipe bateu o Sporting Cristal por 2 a 0, no Estádio Nacional, em Lima (Peru), e arrancou com o pé direito na competição

Depois de perder o Carioca, o clube rubro-negro não foi brilhante no Peru, mas fez o suficiente para impor sua superioridade. A equipe fez uma partida sólida defensivamente, mas voltou a demonstrar pouco poder de criação. Em tempos de crise no clube, o resultado era visto como fundamental para a volta de dias mais tranquilos.

Após a estreia no torneio continental, o Flamengo volta suas atenções para o Brasileiro. No sábado (9), a equipe visita o Atlético-GO, 19h, no Antônio Accioly

Defensivamente, o Flamengo não correu grandes riscos diante do Cristal, mas a equipe mostrou novamente um repertório muito pobre de ideias para superar uma equipe nitidamente frágil. Paulo Sousa optou por uma formação com três volantes, com Andreas Pereira com uma função mais ofensiva nesta trinca. O time mostrou alguma intensidade na etapa inicial, porém caiu bruscamente no segundo tempo, permitindo ao rival rondar mais o seu campo. Em tempos de muita contestação, uma vitória que traz um pouco de paz, mas mantém os questionamentos sobre o rendimento.

Os donos da casa não ofereceram real perigo para o Flamengo, que poderia ter tido vida mais fácil se acelerasse um pouquinho mais. O Cristal ofereceu muitos espaços atrás e o Flamengo encontrou facilidade para ganhar terreno. Com Liza isolado, os peruanos pouco criaram e levaram perigo apenas em arremate de Avila que foi salvo por Hugo.

Aos 21 minutos do primeiro tempo, Matheuzinho achou excelente cruzamento e Bruno Henrique bateu para marcar. Aos 41 do segundo tempo, Lázaro achou Matheuzinho, que bateu cruzado para fechar a conta.

Com a determinação de portões fechados, o Flamengo se livrou do barulho de uma torcida que já havia comprado cerca de 50% da carga de ingressos. Sem torcedores no Nacional, o jogo ganhou ares de futebol em tempos de pandemia.

O jogo desta noite marcou a 150ª partida do Rubro-negro em Libertadores. Até aqui, o time soma 81 vitórias, 33 empates e 36 derrotas. O clube levantou as taças em 1981 e em 2019. No ano passado, o Flamengo ficou com o vice-campeonato.

SPORTING CRISTAL

Duarte; Madrid, Chávez, Merlo e Loyola; Sosa (Távara), Calcaterra, Castillo, Gonzales e Ávila (Pacheco); Liza. T.: Roberto Mosquera

FLAMENGO

Hugo Souza; Matheuzinho, Gustavo Henrique, David Luiz, Filipe Luís (Léo Pereira); Willian Arão (Matheus França), Andreas Pereira, Thiago Maia (João Gomes) e Éverton Ribeiro (Lázaro); Bruno Henrique e Gabigol (Pedro). Técnico: Paulo Sousa. T.: Paulo Sousa

Estádio: Nacional, em Lima (PER)

Árbitro: Jhon Ospina (COL)

Assistentes: Alexander Guzmán (COL) e Wilmar Navarro (COL)

Cartões amarelos: Thiago Maia, Willian Arão, Matheuzinho (FLA); Merlo (SPO)

Gols: Bruno Henrique (FLA), aos 21 minutos do primeiro tempo; Matheuzinho (FLA), aos 41 minutos do segundo tempo