|
  • Bitcoin 139.912
  • Dólar 4,7700
  • Euro 5,1146
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 20/03/2022, 18:27

Flamengo bate Vasco novamente e vai à final do Carioca em busca do inédito tetra

PUBLICAÇÃO
domingo, 20 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Flamengo voltou a vencer o Vasco, neste domingo (20), por 1 a 0, no Maracanã, e avançou à final do Campeonato Carioca. O único gol do clássico foi anotado pelo volante Willian Arão. Com o resultado, o clube rubro-negro manteve o sonho pela busca do inédito tetracampeonato consecutivo do Estadual.

Na decisão, o Flamengo vai enfrentar o ganhador do confronto entre Fluminense e Botafogo, que iniciam nesta segunda-feira (21), no Nilton Santos, o duelo da outra semifinal.

O jogo deste domingo foi equilibrado e, diferente da primeira partida, o Vasco não se omitiu da partida. A equipe cruz-maltina criou chances, mas esbarrou em boas defesas de Hugo Souza. O Flamengo equilibrou o jogo e conseguiu abrir o placar no início do segundo tempo, com Willian Arão.

Apesar de nova vitória e a vaga na final, o Flamengo voltou a dever no Maracanã, especialmente na etapa inicial. Disperso e sem aproximação, o time concedeu espaços ao Vasco, que se empolgou e teve chances claras de arremate contra Hugo. Com a linha defensiva "torta", a equipe correu riscos desnecessários. O Flamengo se organizou um pouquinho mais na etapa final, embora os vascaínos tenham rondado a área. O time precisa evoluir para a decisão que pode valer o inédito tetracampeonato.

A equipe do Vasco entrou para disputar a segunda partida com uma postura diferente do que aconteceu na última quarta. O elenco foi aguerrido e disciplinado, mas não conseguiu superar a diferença de nível técnico diante do seu adversário. Após sofrer o gol, já sem muito físico, o time sentiu o ânimo e manteve uma postura segura, sem tentar correr tantos riscos. As atuações na semifinal mostraram que Zé Ricardo vai ter que aproveitar muito bem os próximos dias de trabalho para que o time seja um candidato ao acesso na Série B.

O Vasco, que precisava de uma vitória por dois gols para se classificar, buscou ter a iniciativa da partida -diferente da última partida entre as equipes. O Flamengo tentava ter a bola, mas também saía bem em contra-ataques.

O jogo seguiu equilibrado, sem que os ataques conseguissem criar boas chances. O camisa 10 vascaíno teve a primeira boa chance da partida, aos 23 minutos de partida. Lançado por Figueiredo, Nenê dominou e chutou cruzado. Hugo Souza precisou fazer boa defesa para evitar o primeiro da partida. Na sequência, em boa jogada do Flamengo, Pedro finalizou de dentro da área e Thiago Rodrigues salvou. No rebote, Gabigol finalizou, mas a bola explodiu em Edimar.

A pressão vascaína foi diminuindo com o passar dos minutos na etapa inicial. Sentindo o físico, após marcação alta, o Vasco diminuiu o ritmo. Flamengo melhorou e passou a ter mais posse de bola. Gabi perdeu outra chance, tentando um voleio na área. Nenê, em outro chute de fora da área, também assustou.

Precisando de dois gols e com menos tempo na partida, o Vasco buscou pressionar no reinício do jogo. Nenê e Edimar tiveram boas oportunidades, mas falharam na finalização. Com mais espaços em campo, o Flamengo também incomodou: Filipe Luís e Pedro pararam no goleiro Thiago Rodrigues.

O jogo seguia equilibrado, mas o clube rubro-negro conseguiu sair em vantagem. Arrascaeta levantou na área e, após bate rebate, a bola sobrou para Willian Arão e, de dentro da pequena área, finalizou para abrir o placar.

Bem tranquilo na eliminatória e sem ser incomodado pelo Vasco, coube ao Flamengo controlar o resultado até o fim da partida. Com mais posse de bola, o time rubro-negro criou chances, mas não conseguiu aumentar o placar. Marinho, que entrou na segunda etapa, perdeu chances em duas oportunidades.

FLAMENGO

Hugo Souza; Fabrício Bruno, David Luiz (Léo Pereira) e Filipe Luís; Rodinei (Matheuzinho), Willian Arão, João Gomes, Arrascaeta (Marinho) e Lázaro (Vitinho); Gabi (Everton Ribeiro) e Pedro. T.: Paulo Sousa.

VASCO

Thiago Rodrigues; Léo Matos (Weverton), Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Zé Gabriel (Yuri Lara), Juninho (Luiz Henrique), Gabriel Pec (Bruno Nazário), Nenê e Figueiredo; Raniel (Vitinho). T.: Zé Ricardo

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Rafael Martins de Sá

Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro

VAR: Carlos Henrique Alves de Lima Filho

Cartões amarelos: Gabi, João Gomes (FLA); Nenê, Gabriel Pec (VAS).

Gol: Willian Arão (FLA), aos 10'/2ºT