|
  • Bitcoin 111.830
  • Dólar 5,2423
  • Euro 5,5322
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 24/05/2022, 23:52

Flamengo bate Sporting Cristal e iguala melhor campanha na fase de grupos na Libertadores

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 24 de maio de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O Flamengo entrou em campo já classificado às oitavas de final e com a primeira colocação do Grupo H garantida, mas, no Maracanã, fez o dever de casa, venceu o Sporting Cristal, do Peru, por 2 a 1, nesta terça-feira (24) e terminou a fase de grupos da Libertadores invicto. Em um duelo quase que em ritmo de treino, o placar positivo foi construído com gol contra de Madrid e Pedro.

Gonzáles diminuiu para os visitantes já nos minutos finais da partida, contando com falha do goleiro Hugo. O lance acontece em meio à polêmica no setor, após rusgas entre Diego Alves e o técnico Paulo Sousa. O camisa 1, que se recupera de uma pubalgia, não estava à disposição para o jogo.

O adversário da próxima fase será conhecido na sexta-feira (27), às 13h, em sorteado realizado pela Conmebol.

Com o triunfo, o Flamengo alcançou 16 pontos e igualou a sua maior pontuação na história nesta etapa da competição. O Sporting Cristal, por sua vez, permaneceu com três, na lanterna do grupo. O Talleres, da Argentina, foi o outro time da chave a se classificar às oitavas. A Universidad Católica, do Chile, ficou em terceiro e vai para a Copa Sul-Americana.

A equipe da Gávea volta a campo no domingo, no clássico com o Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro.

Com a vitória, o Flamengo igualou as melhores participações em fases de grupo na história da Libertadores, em 1984 e 2007, com cinco vitórias e um empate. A maior pontuação do clube rubro-negro nesta etapa foi 2007, com 16 pontos, tendo dez gols pró e quatro contra, em seis jogos. Vale lembrar que em 1984 a vitória ainda valia dois pontos.

Na atual temporada, foram 16 pontos, com 15 gols pró e seis gols contra, em seis jogos.

Com algumas mudanças na escalação, a equipe de Paulo Sousa apresentou algumas dificuldades. Foi um primeiro tempo marcado por pouca circulação e um lado direito dando espaço para o adversário. Assim como nos últimos jogos, Gabigol se manteve atuando como 'armador' e iniciou a jogada que resultou no gol de Isla.

Já no segundo tempo, o Flamengo mudou um pouco a postura e conseguiu criar mais algumas chances. Além do gol marcado por Pedro, o Rubro-Negro chegou ao ataque mais uma vez com o atacante e uma vez com David Luiz. As entradas de Bruno Henrique e Andreas mudaram o jogo para o time de Paulo Sousa.

O técnico Paulo Sousa não poderá contar com o volante João Gomes nas oitavas de final. O jogador, que estava pendurado, recebeu cartão amarelo e terá de cumprir suspensão.

O time do Sporting Cristal entrou em campo com 4-5-1, em uma tentativa de povoar o meio de campo e aumentar o poder de marcação. A equipe visitante tentava diminuir os espaços quando não tinha a bola e apostava nas saídas com três zagueiros quanto tinha a posse, além dos avanços em velocidade —e em uma das investidas, Loyola perdeu boa chance.

No retorno do intervalo, os visitantes mantiveram a estratégia e "igualaram" na briga na intermediária. Com o Flamengo buscando controlar o jogo e ir ao ataque, o Sporting Cristal esperava para investir no momento certo, e quase balançou a rede. Após levar o segundo gol, porém, o time pareceu sem forças para reagir, mas ainda conseguiu diminuir.

FLAMENGO

Hugo Souza; Isla (Rodinei), Pablo, David Luiz e Ayrton Lucas; João Gomes (Andreas Pereira), Thiago Maia (Diego), Lázaro (Victor Hugo) e Marinho (Bruno Henrique); Pedro e Gabriel. T.: Paulo Sousa

SPORTING CRISTAL

Alejandro Duarte; Madrid, Chávez, Merlo e Loyola; Calcaterra (Leandro Sosa), Távara (Castillo), Lora, Christofer Gonzáles e Yotún; Ávila (Grimaldo). T.: Roberto Mosquera

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Alexis Herrera (VEN)

Assistentes: Carlos Lopez (VEN) e Jackson Diaz (VEN)

Cartões amarelos: João Gomes (FLA); Távara, Yotún (CRI)

Gols: Madrid (SPO), contra, aos 30'/1ºT; Pedro (FLA), aos 28', e Gonzáles (SPO), aos 39'/2ºT.