|
  • Bitcoin 124.501
  • Dólar 5,0950
  • Euro 5,2422
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 08/07/2022, 17:03

Flamengo aceita proposta do Fenerbahce por Arão, mas recusa liberação imediata

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 08 de julho de 2022

LÉO BURLÁ E LETÍCIA MARQUES
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Sonho de consumo de Jorge Jesus no Fenerbahce, Willian Arão já tem um acordo para defender o clube turco, mas esbarra em sua liberação imediata por parte do Flamengo.

O Fla já aceitou a proposta de 3 milhões de euros (R$ 16 milhões), porém não aceita liberar imediatamente o camisa 5. A condição para o negócio é que o volante jogue a partida de domingo (10) contra o Corinthians e viaje depois para a Turquia. O Flamengo não abre mão disso e há um impasse criado.

O Fenerbahce exige a liberação imediata e, inclusive, gostaria que o volante embarcasse para Istambul entre hoje (08) e amanhã (09). O clube turco aguardava uma resposta do Flamengo, como noticiou o GE, e o Rubro-Negro bateu o martelo e Arão só sai após a partida de domingo.

O Rubro-Negro já cedeu, visto que gostaria de negociar o jogador somente após a partida de quarta (13), contra o Atlético-MG, pela Copa do Brasil. Agora, a decisão está na mesa e o Fla aguarda a resposta do clube turco.

Ao aceitar a proposta, as minutas do contrato já estavam sendo decididas antes deste impasse. Os acertos finais indicam o pagamento em três parcelas, sendo duas ainda neste ano. Arão e Fenerbahce entraram em acordo de um vínculo por três anos.

O volante é um pedido especial de Jesus, que foi peça importante nessa negociação. O treinador manteve contato com Arão através de ligações para reforçar o desejo de contar com ele nas próximas temporadas do futebol turco.

Fenerbahce corre contra o tempo visto que tem compromisso na pré-Champions contra o Dínamo Kiev no dia 20 de julho. O prazo de inscrição por sua vez, se encerra no dia 14. O clube turco exige a liberação imediata alegando o pouco tempo de treino do volante antes do primeiro compromisso sob o comando de Jesus.