O Atlético Mineiro teve a vitória nas mãos. Apesar de não ter feito grande partida, sustentava a vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, em Florianópolis (gols de Dátolo e Tardelli para o Galo; Leonardo Silva, contra, para o Figueira). Mas um gol aos 45 da etapa final definiu o 2 a 2. O Galo está mais longe do G4. O Figueira saiu da zona de rebaixamento.
O Atlético começou com uma boa estratégia. Jô saindo da área e abrindo espaço para as infiltrações dos três meia-atacantes: Maicosuel, Tardelli e Dátolo. Até o Figueirense acertar a marcação, foi o mapa da mina. Aos oito, Jô cruzou para Dátolo fazer 1 a 0. Pouco depois, Tardelli perdeu gol feito após cruzamento do lateral-esquerdoPedro Botelho (que jogou muito bem).
Infelizmente para o Galo, Jô e Maicosuel não estavam bem. E quando o Figueirense melhorou a marcação, as chances minguaram, o time catarinense conseguiu equilibrar a partida e chegou ao empate na grande jogada de Jean Carlos que cruzou e Leonardo Silva, tentando salvar, marcou contra.
No segundo tempo, o Figueirense, com a entrada de Clayton, começou a criar mais chances, enquanto o Atlético dependia das jogadas de Tardelli. E foram os dois jogadores os grandes protagonistas. Tardelli pelo gol de pênalti, que abriu 2 a 1 para o Galo. E Clayton pelo gol que marcou aos 45, quando o Figueira estava no abafa e no desespero.

Imagem ilustrativa da imagem FIGUEIRENSE 2X2 ATLÉTICO-MG
Imagem ilustrativa da imagem FIGUEIRENSE 2X2 ATLÉTICO-MG