Áureo Nogueira
De Londrina
O empate de 2 a 2 com o Uruguai não ofuscou a festa brasileira no Estádio do Café. Os campeões do Pré-Olímpico comemoraram intensamente o título e a possibilidade de alcançar o ‘‘sonho dourado’’ – a medalha de ouro nas Olimpíadas de Sydney (Austrália), em setembro, única conquista inédita na galeria de troféus da Seleção Brasileira.
Se após o gol de Fábio Júnior, que empatou o jogo aos 42 minutos do segundo tempo, a torcida já cantava ‘‘É campeão! É campeão!’’, assim que o árbitro boliviano Juan Carlos Paniagua encerrou a partida houve uma explosão no Café. O capitão Alex foi o primeiro a correr para comemorar com os torcedores das arquibancadas.
Os chilenos – que venceram a Argentina (1 a 0) na preliminar, garantiram o vice-campeonato e a segunda vaga sul-americana em Sydney (leia na página 2) – também entraram em campo. Em agradecimento ao apoio que receberam da torcida no torneio, eles carregavam uma bandeira do Brasil. Foram recebidos com o grito de ‘‘Chile! Chile! Chile!’’
Os chilenos foram os primeiros a receber da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) as medalhas e o troféu alusivos à conquista. Comemoraram como se fossem os campeões. A torcida vibrou com eles mais uma vez.
Alex foi o primeiro a subir no palco para receber a premiação. Juntamente com Ronaldinho e Lucas, foi um dos mais festejados. Na sequência, o capitão recebeu o troféu de campeão. Mais uma vibração apoteótica no Estádio do Café: ‘‘Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor, ôôô’’!
O Hino Nacional foi cantado – integralmente – com entusiasmo e orgulho por todo o estádio. Todos os jogadores brasileiros e chilenos se juntaram para uma foto. Na sequência, os brasileiros saíram para a volta olímpica. E os chilenos também. Certamente, elas jamais esquecerão o Pré-Olímpico de Londrina.
Na volta olímpica, os jogadores foram ovacionados pela torcida. E retribuíram o carinho lançando bolas, camisas, e principalmente acenos e sorrisos de felicidade.
Os jogadores se concentraram novamente no local da premiação e fizeram uma comemoração entre eles. Assim como os torcedores, cantaram ‘‘É campeão! É campeão!’’.
A torcida não arredou pé. Londrina promoveu uma festa inesquecível.