A direção da Ferrari não preparou nenhum tipo de comemoração para o caso de Michael Schumacher ser campeão. ‘‘Nada de festa antecipada’’, disse Claudio Berro, assessor de imprensa da equipe. Mas, a julgar pelos equipamentos que o time italiano transportou para o Japão, ninguém na Ferrari quer sequer pensar na perda do título: 35 toneladas de equipamentos, cinco carros, 14 motores e cerca de 100 pessoas.