Ducha de água fria -

Federação muda regra, e londrinense terá que lutar por vaga na Olimpíada

Após oficializar a classificação do carateca Vinicíus Figueira, WKF informa que etapas do circuito mundial adiadas em razão do coronavírus serão disputadas em 2021

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

Depois de ter a vaga confirmada para os Jogos Olímpicos de Tóquio, o carateca londrinense Vinícius Figueira ainda terá que voltar a lutar para realmente poder carimbar o passaporte rumo a Tóquio. A WKF (Federação Internacional de Karatê) mudou as regras de classificação e com isso a lista final dos credenciados ainda não está fechada. 

Federação muda regra, e londrinense terá que lutar por vaga na Olimpíada
Gustavo Carneiro/Folha de Londrina/03-12-19
 

Em razão da pandemia do coronavírus, a WKF cancelou as duas últimas etapas do circuito mundial, que seriam disputadas em Madri (Espanha) e Rabat (Marrocos), em março. Os torneios contavam pontos para o ranking olímpico e com isso o ranking mundial foi fechado.



No dia 18 de março, a Federação Internacional oficializou  com o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) que Vinícius Figueira, segundo colocado no ranking mundial da categoria kumite até 67 quilos, estava classificado para a Olimpíada, que foi adiada para 2021.  


No entanto, no início da semana, a WKF revisou o sistema classificatório para os Jogos e informou que as duas etapas que foram canceladas serão realizadas no próximo ano e só após as disputas é que o ciclo olímpico será finalizado. O londrinense disputa a vaga diretamente com o egípcio Ali Elsawy, que tem 320 pontos a menos que Figueira. 


DECEPÇÃO

O carateca afirmou que recebeu a notícia na quinta-feira (21) e se mostrou bastante decepcionado. "É no mínimo uma falta de respeito com os atletas. Esta decisão da Federação Internacional vai, inclusive, na contramão das determinações do Comitê Olímpico Internacional, de se respeitar as classificações já oficializadas", apontou. "Fica uma situação até desconfortável para mim. Deixei para comemorar só quando saiu a publicação oficial e agora voltam atrás. É realmente muito difícil".


O técnico de Figueira e da seleção brasileira, Marcelo Oguido, também lamentou a decisão, mas lembrou que Vinícius esta na frente na disputa e tem que usar este episódio como motivação para conquistar o sonho olímpico. "Ele ainda é o dono da vaga, só que voltamos agora na questão da briga pela classificação. O sonho apenas foi adiado mais um pouco, mas vamos transformar isso em ainda mais motivação", comentou. 


A CBK (Confederação Brasileira de Karatê) emitiu uma nota afirmando estar surpresa com a decisão e que irá tomar as devidas providências  com os órgãos superiores, a fim de garantir a vaga do atleta londrinense. 


Se a decisão da WKF for mantida, Figueira informou que a etapa do Marrocos é que irá decidir a vaga, já que tanto ele quanto Ali Elsawy não disputarão a etapa de Madri. Cada torneio do Circuito Mundial vale até mil pontos para o vencedor. 


Se a classificação não vier pelo ranking mundial, ainda há uma última chance de chegar aos Jogos Olímpicos. Em junho do ano que vem será realizado em Paris o Torneio Classificatório, onde cada país envia um representante e os três primeiros colocados por categoria garantem vaga na Olimpíada. 




"Com isso é voltar a focar nos treinos e manter a preparação. Já tenho a garantia da CBK e do COB de total apoio para chegarmos fortes nesta última etapa e carimbar a vaga", frisou Figueira. 

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Tudo sobre:

Últimas notícias

Continue lendo