Federação de Pernambuco quer jogos com público vacinado, mas governo veta


BRUNO FERNANDES E JOSUÉ SEIXAS
BRUNO FERNANDES E JOSUÉ SEIXAS

MACEIÓ, AL (UOL/FOLHAPRESS) - A FPF (Federação Pernambucana de Futebol) quer realizar jogos com público já vacinado contra a Covid-19 no Campeonato Pernambucano, mas encontra resistência no governo estadual, gestão Paulo Câmara (PSB).

Segundo Evandro Carvalho, presidente da FPF, a entidade dispõe de tecnologia para identificar os torcedores que tomaram vacina.

Em audiência pública realizada na terça-feira (6) na Alepe (Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco), Carvalho falou que havia recebido uma autorização da CBF para realizar jogos com público. No entanto, fontes ouvidas pela reportagem afirmam que não houve esse aval, uma vez que as federações possuem autonomia para decidir sobre as condições dos jogos dos campeonatos estaduais.

Para que o público volte aos estádios em Pernambuco, é necessária a autorização da Secretaria de Saúde do estado, que informou à reportagem por meio de sua assessoria de comunicação que a possibilidade "não está nem em análise".

"Já recebi a informação do meu pessoal de TI (Tecnologia da Informação) que eu posso realizar em qualquer cidade de Pernambuco, em qualquer estádio. Eu já tenho todo o equipamento. Em qualquer cidade, hoje, eu posso adentrar ao estádio e certificar digitalmente, pelo QR Code no celular, que aquela pessoa foi vacinada", disse Carvalho.

O plano inicial da FPF era conseguir a autorização da pasta estadual para a partida entre Afogados e Sport, em Afogados da Ingazeira, pelo Campeonato Pernambucano, já nesta quarta (7). O jogo, entretanto, acontecerá sem público.

O anúncio aconteceu no mesmo dia em que o Brasil bateu, mais uma vez, recorde no número de mortes pela Covid-19. Na terça, foram confirmados 4.211 óbitos em todo o país. É a primeira vez que o índice supera a casa de 4 mil, segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa.

De acordo com o portal Vacina Brasil, até a tarde de terça, Pernambuco havia vacinado 910.871 pessoas, das quais 259.610 receberam a segunda dose.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo