|
  • Bitcoin 123.988
  • Dólar 5,0950
  • Euro 5,2404
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 05/03/2022, 14:46

F1 rompe contrato com o GP da Rússia por conta da guerra na Ucrânia (1)

PUBLICAÇÃO
sábado, 05 de março de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A F1 anunciou nesta quinta-feira (3) o rompimento do contrato com a Rússia para a realização de GPs no país. O GP de Sochi havia sido suspenso do circuito em razão da guerra com a Ucrânia, mas a organização da categoria resolveu encerrar definitivamente o vínculo contratual com os russos.

"A F1 pode confirmar que encerrou seu contrato com o promotor do Grande Prêmio da Rússia, o que significa que a Rússia não contará com nenhuma prova no futuro", afirmou a entidade.

A prova em Sochi estava prevista para setembro deste ano. A partir da próxima temporada, o GP da Rússia seria transferido para São Petersburgo.

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) decidiu autorizar a participação de pilotos russos e belarussos em competições regulamentadas pelo órgão, desde que eles compitam sob bandeira neutra.

Nenhuma prova de nenhuma outra categoria, porém, acontecerá na Rússia ou na Belarus.

Ainda há incerteza com relação ao futuro do piloto russo Nikita Mazepin, da F1. Sua continuidade está atrelada ao patrocínio da Uralkali, principal parceira da escuderia americana Haas. A empresa russa de fertilizantes tem como dono o seu pai.