|
  • Bitcoin 144.098
  • Dólar 4,8243
  • Euro 5,1498
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 11/05/2022, 10:27

Ex-Ajax morreu após ser espancado pela família, diz imprensa holandesa

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 11 de maio de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) - O atacante congolês Jody Lukoki, que começou a carreira profissional no Ajax, morreu aos 29 anos, na última segunda-feira (9).

De acordo com a imprensa holandesa, o jogador morreu após ser espancado pela própria família.

O jornal Parool afirma que ele morreu de parada cardíaca no hospital após ser espancado por seus familiares durante uma discussão.

Já o diário Algemeen Dagblad diz que Lukoki procurou os médicos no domingo, se queixando de dores na cabeça e no joelho, mas seu estado era muito mais grave do que isso.

O Dutch News relatou que os médicos decidiram amputar a perna do jogador, que estava gravemente infectada. O atacante entrou em coma após a operação e teve uma parada cardíaca.

A morte de Jody Lukoki está sendo investigada pela polícia holandesa.

Lukoki teve passagens por Zwolle (Holanda), Ludogorets (Bulgária) e Yeni Malatyaspor (Turquia). O último clube dele foi o Twente, da Holanda.

Em junho do ano passado, o atacante assinou contrato de duas temporadas com o Twente, mas sofreu uma grave lesão no joelho na pré-temporada. Sem entrar em campo, Lukoki rescindiu com o clube em fevereiro deste ano.

O jogador jogou três partidas pela seleção congolesa, o último em 2020, em amistoso contra Burkina Faso.