|
  • Bitcoin 125.500
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 07/07/2022, 17:10

Everton fala sobre retorno ao Brasil

PUBLICAÇÃO
quinta-feira, 07 de julho de 2022

LETÍCIA MARQUES
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O calendário corrido fez com que Everton Cebolinha demorasse 17 dias para ser apresentado pelo Flamengo. Já treinando com a equipe, o atacante concedeu nesta quinta-feira (7) a primeira coletiva como jogador rubro-negro e comentou sobre retornar ao futebol brasileiro.

"Desde o primeiro momento, eu fui muito sincero. Eu queria terminar a temporada na Europa. A lábia dele (Marcos Braz) maior foi o 'Flamengo'. A gente sabe o que é o Flamengo", disse o atacante.

Everton esteve presente no Maracanã e assistiu à goleada por 7 a 1 em cima do Tolima. O resultado rendeu a classificação às quartas e, consequentemente, a oportunidade do atleta jogar a Libertadores com a camisa do Flamengo, visto que não pôde estrear nas oitavas.

"Eu tive o privilégio de acompanhar o Flamengo ontem, bem de perto. Eu vi a força da Nação. Espero ter um ciclo vitorioso. Eu sabia a dificuldade de jogar contra e agora eu vou experimentar como é jogar a favor", disse antes de continuar:

"Eu acho que não é meu sonho. É o sonho de todo grande jogador. Todo jogador sonha em vestir a camisa do Flamengo. Eu sempre tive e hoje eu estou podendo realizar. Espero ser feliz e realizar novos sonhos", finalizou.

A chegada de Everton coincidiu com a lesão de Bruno Henrique, que ficará fora por um ano, e também com as boas atuações de Gabi e Pedro como titulares. O camisa 19 reforça que não se espanta com a concorrência pela titularidade, mas sabe onde pode ajudar.

"Eu acho que só quem ganha com isso é o Flamengo. Ter uma equipe qualificada faz com que só o Flamengo tenha a ganhar com isso. Eu venho para ajudar, querer jogar, todo mundo quer", e continuou:

"Sempre joguei mais pelo lado esquerdo. No Benfica fiz outras posições. Dorival vai decidir onde é melhor", finalizou.

Everton aguarda a data de estreia que está prevista para o dia 20 de julho, contra o Juventude. O duelo acontecerá no Mané Garrincha, em Brasília, visto que o Maracanã estará fechado para recuperação do gramado.

*

VEJA OUTRAS RESPOSTAS DE EVERTON

Evolução

"Tive duas últimas temporadas que não foram como eu imaginava. Não conquistamos título. Não sou o jogador de dois, três anos atrás, evolui. Seleção é consequência".

Relação com os companheiros

"Tem sido uma recepção maravilhosa pelos companheiros. Eu já conhecia a maioria e isso facilita. Eu pude estar no Maracanã e ver de perto o que é ser da Nação. Eu estou chegando para ajudar".

Enfrentar o Flamengo

"É um time muito qualificado, principalmente em 2019. Você tinha que ter muito cuidado. Jogar no Maracanã é o ponto mais positivo da equipe. A torcida está sempre empurrando. É o fator principal".

Flamengo em Fortaleza

"A gente sabe que no Nordeste a torcida do Flamengo é muito forte. Eu tenho um grupo de 8 amigos no WhatsApp. Realizo o sonho não só meu, mas de todos meus amigos".

Camisa 19

"É um número que eu gosto. Fui campeão no Maracanã. Eu pedi para jogar com essa camisa. Jogar contra o Corinthians é difícil, é um adversário difícil. Tenho um tempo para pensar nos adversários".

Everton do Grêmio x Everton do Benfica

"É uma posição à qual eu não estava acostumado a jogar. Aquilo me incomodou. Eu vinha de duas temporadas muito boas, fiz 43 gols, é muita coisa para um extremo. Eu acabei fazendo funções mais distantes. Foi um aprendizado e uma adaptação".