Agência Estado
De São Paulo
Os dois primeiros reforços do São Paulo na temporada mostram que o técnico Levir Culpi quer montar um time ‘‘mesclado’’, com jogadores jovens e experientes. Ontem pela manhã, no CT da Barra Funda, no retorno ao trabalho de parte da equipe, o clube apresentou o veterano atacante Evair, de 34 anos, e o lateral-direito Luiz Paulo, de 22, ex-Botafogo-RJ.
Enquanto o lateral sonha em aproveitar a oportunidade de atuar em São Paulo para ficar famoso, Evair chegou ao Tricolor já fazendo planos de encerrar a carreira. Sua idéia é deixar os campos no fim do ano, quando o seu contrato terminar. Há a possibilidade, contudo, de o prazo ser estendido. ‘‘Enquanto eu estiver conseguindo correr, vou jogar futebol, a coisa que mais gosto de fazer na vida’’, disse o atacante. Ele atuará ao lado do experieriente Raí, de 33 anos.
Luiz Paulo, por outro lado, ainda luta para ser reconhecido. Seu vínculo com o São Paulo vai até julho. ‘‘Essa é a grande chance de minha vida’’, revelou o lateral, um goiano de Figueirópolis, de apenas 1,68 m. Segundo ele, o seu forte é o apoio ao ataque. ‘‘Tenho força física, chego com facilidade à linha de fundo’’, disse.
O passe de Luiz Paulo pertence ao Rentista, do Uruguai, clube pelo qual atuou no ano passado. Nos três últimos meses de 1999, foi para o Botafogo-RJ, na tentativa de ajudar os cariocas a escapar do rebaixamento para a Segunda Divisão. ‘‘Conseguimos e foi uma etapa importante na minha carreira’’.
Evair, por outro lado, quer esquecer a sua última equipe, o Palmeiras. O atacante preferiu não comentar a sua saída do Alviverde nem dar palpites sobre o futuro do ex-clube. ‘‘Hoje, estou no São Paulo, com muita alegria, e espero ganhar muitos títulos por aqui’’, desconversou. Evair ficou surpreso com o interesse do São Paulo pelo seu futebol.
‘‘Estava em Minas com a minha família, descansando, e recebi um telefonema de um dirigente do clube’’, contou o atacante. Bastaram apenas três conversas para a negociação ser finalizada. ‘‘Foi tudo muito rápido.’’ Evair, no entanto, poderá perder o seu futuro parceiro no ataque tricolor: França. Diretores da Juventus, de Turim, estão em São Paulo para tentar acertar a compra do passe do atleta.
Santos – O técnico Carlos Alberto Silva não abre mão do atacante Caio, que deverá ser reintegrado à equipe do Santos na segunda-feira, mesmo sem condições de treinar, já que ainda está se recuperando de uma contusão no joelho esquerdo. O atacante, que esteve longe da Vila Belmiro por dois anos, período em que teve o seu passe emprestado ao Flamengo, reapresentou-se na segunda-feira no Centro de Treinamento Rei Pelé, mas não viajou para Atibaia.
Independente do problema físico, o técnico e a diretoria do time já afirmaram que o jogador não será transferido para outro clube. Carlos Alberto Silva foi enfático na conversa que teve hoje com os jornalistas: ‘‘Se depender de mim e de toda a comissão técnica, não abro mão do Caio, do lateral-direito Anderson, que estaria interessando ao futebol do Grêmio, e nem do Baiano que, no momento, está à disposição do técnico Wanderlei Luxemburgo, na Seleção Brasileira’’.