|
  • Bitcoin 121.615
  • Dólar 5,0547
  • Euro 5,2170
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 23/07/2022, 12:12

Estratégia da Ferrari funciona, e Leclerc larga em primeiro no GP da França

PUBLICAÇÃO
sábado, 23 de julho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Charles Leclerc conquistou a pole position do GP da França ao marcar o melhor tempo no treino de classificação realizado neste sábado (23), com 1m30s872.

A sessão contou com um jogo de equipe bem-sucedido da Ferrari, que mandou Carlos Sainz à pista no Q3 mesmo sob punição para ajudar o companheiro na briga contra Max Verstappen. O piloto da Red Bull larga na segunda colocação, com Sergio Perez (Red Bull) e Lewis Hamilton (Mercedes) na sequência.

A largada do GP da França neste domingo (24) é às 10h.

Q3

Leclerc fez o melhor tempo logo no começo da sessão, com 1m31s209. Verstappen também deu volta rápida de cara e ficou a apenas 0s008 da marca do piloto da Ferrari, numa proximidade que chamou atenção. Mesmo sem brigar pela pole position (leia mais abaixo), Carlos Sainz trabalhou para ajudar o companheiro na batalha contra a Red Bull especialmente com o vácuo. Punido da mesma forma que o espanhol, por exemplo, Kevin Magnussen nem volta abriu.

Na última volta rápida, já com o cronômetro zerado, o monegasco fez 1m30s872.

Q2

Com mais ou menos nove minutos para o fim da contagem de tempo, Verstappen cravou 1m31s990. O melhor tempo até então, que superou o do companheiro Perez e colocou 0s5 sobre Leclerc. Isso durou até Carlos Sainz dar as caras. O espanhol cumprirá uma punição de dez posições no grid por causa de um descumprimento de regra da Ferrari no GP da Áustria, mas foi à pista no Q2 e brilhou com 1m31s081 de pneus macios, 0s9 mais rápido do que Verstappen. Depois, Leclerc também superou o holandês.

Na zona de eliminação, muita emoção no último minuto: Lewis Hamilton fez o quinto melhor tempo com o cronômetro já zerado e George Russell o sétimo. Foram eliminados Daniel Ricciardo (McLaren), Esteban Ocon (Alpine), Valtteri Bottas (Alfa Romeo), Sebastian Vettel (Aston Martin) e Alexander Albon (Williams).

Q1

Charles Leclerc não demorou mais do que cinco minutos para fazer o melhor tempo da primeira parte da sessão, com 1m31s727. A maioria dos pilotos só marcou voltas rápidas a menos de dez minutos para o fim do Q1: Verstappen o segundo, com +0164, depois Sainz e Perez. Tanto Verstappen, quanto Lewis Hamilton, reclamaram do tráfego na pista —o inglês, em especial, foi atrapalhado por Esteban Ocon, que abriu volta poucos metros à sua frente.

Entre os que brigavam pela sobrevivência, os últimos segundos do Q1 foram emocionantes, com Mick Schumacher avançando da zona de eliminação para décimo e depois tendo a volta anulada por sair do limite da pista. Isso além de Kevin Magnussen com o sexto tempo em só dois minutos de pista e eliminação de Pierre Gasly (AlphaTauri) mesmo com a torcida a seu favor. Também foram eliminados Lance Stroll (Aston Martin), Zhou Guanyu (Alfa Romeo), Mick Schumacher (Haas) e Nicholas Latifi (Williams).