Os torcedores que só conseguiram entrar no Pacaembu depois dos dez minutos do primeiro tempo ontem devem ter saído sem entender como o raçudo Palmeiras perdeu por 2 a 1 para o líder Cruzeiro, dono de ataque arrasador que agora soma 23 gols em 11 jogos no Brasileiro.
Os palmeirenses "comuns" aplaudiram após o apito final. Os organizados preferiram pedir reforços. Fato é que, ao contrário do que muitos achavam, os paulistas não foram presas fáceis diante da eficiente equipe mineira. Se Henrique não tivesse perdido dois gols incríveis, o fim seria outro.
A Raposa jogou como campeã por meia hora, enquanto o rival, com cinco mudanças em relação à derrota para o Santos, tentava se achar. Foram dois gols entre os sete e os dez minutos, e mais uma chance clara de Éverton Ribeiro.
O ótimo Ricardo Goulart, artilheiro da competição, agora com sete gols, fez o primeiro. Tobio, que depois receberia inúmeros aplausos por disputar cada bola como se fosse a última, foi deixado para trás por Marquinhos (aquele mesmo, que nada fez no Verdão) no lance. O segundo foi de Manoel, de cabeça, após cobrança de falta. Erro que a defesa cometera já na Vila Belmiro.
Os quase 15 mil alviverdes que matavam a saudade do time ficaram atordoados. Demoraram para assimilar o golpe, fizeram silêncio.
Mas a marcação pressão que Gareca pede nos treinos se fez presente. E a ousadia do técnico levou o Verdão ao ataque. Aos 33 minutos do primeiro tempo, Eguren se machucou e Renato passou a ser o único marcador do meio. Felipe Menezes se juntou a Mendieta na armação.
O Cruzeiro, que não havia tomado sequer um cartão em seus últimos três jogos, apelou para faltas. Tomou cinco, teve de tirar Lucas Silva e Egídio para evitar expulsões e levou gol de bola parada: Tobio, após cruzamento de Felipe Menezes.
O time cresceu, o estreante Mouche entrou bem e quase marcou um belo gol para empatar. Terminou no 4-2-4, com o jovem Érik ao lado de outros três atacantes. Foi por pouco...

Imagem ilustrativa da imagem ESPERANÇA POR DIAS MELHORES
Imagem ilustrativa da imagem ESPERANÇA POR DIAS MELHORES
Imagem ilustrativa da imagem ESPERANÇA POR DIAS MELHORES