São Paulo - O Palmeiras está muito próximo de conquistar seu 12º título do Campeonato Brasileiro, e um dos protagonistas dessa história é Endrick, de apenas 17 anos.

Endrick virou um dos 'donos do time' e tem se tornado mais do que um camisa 9. Além de ter marcado um dos gols contra o América-MG, o atacante se movimentou demais em campo, deixou os companheiros na cara do gol e mostrou que não é só dentro da área que pode ser decisivo ao se apresentar para construir as jogadas -como era nos tempos de categoria de base no clube.

Desde que Endrick passou a ser escalado em sua posição de origem, e não pelo lado do campo, ele mostrou como pode ser importante: comandou a virada histórica do Palmeiras contra o Botafogo com dois gols -pedindo a bola para resolver-, marcou o gol da vitória contra o Athletico-PR e também balançou as redes contra o Inter.

O impacto de Endrick aparece em estatística histórica e o iguala a Neymar. Com o gol marcado contra o América-MG, Endrick se tornou o 1º jogador com 17 anos ou menos a chegar na marca de 10 gols no Brasileirão desde o ex-santista, em 2009.

Endrick deixará o Palmeiras em julho de 2024 e o Brasileiro pode ser seu grande título pelo clube antes de ir para o Real Madrid. Se a taça virar realidade, ele vencerá um título expressivo assim como fez Gabriel Jesus em 2016: campeão brasileiro e de malas prontas para o Manchester City.

"Como eu falo, para mim não tem protagonismo. É o time todo. Se não fossem eles, a minha dedicação, a dedicação de todos, não conquistaria (prêmio de Craque do Jogo). É consequência do jogo que eu fiz, mas outros poderiam ter vencido: Naves, Weverton, Veiga, Flaco, outros. É só agradecer a Deus pela oportunidade, por estar feliz e por fazer o que eu gosto", disse Endrick, em entrevista à Globo após o jogo.

O CAMINHO PARA O TÍTULO

O Palmeiras será campeão com uma vitória e um empate nos próximos dois jogos, contra Fluminense (no Allianz) e Cruzeiro (no Mineirão).

Ainda há chance de festa já neste final de semana: o clube alviverde pode ficar com a taça com uma rodada de antecedência se vencer o Flu, no domingo (3), e ver Atlético-MG, Botafogo e Flamengo no máximo empatarem.