RIO DE JANEIRO, RJ (UOL-FOLHAPRESS) - Uma briga generalizada marcou o fim do clássico entre Botafogo e Fluminense, neste sábado (29), que terminou empatado em 1 a 1 no Estádio Nilton Santos. A partida foi pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro Feminino A2.

Aos 50 minutos do segundo tempo, o Botafogo cobrou escanteio e a goleira Amanda Coimbra, do Fluminense, se chocou com uma outra jogadora do Tricolor dentro da área.

A atleta continuou caída sentindo dores, mas o time alvinegro permaneceu jogando, criando uma chance e obrigando a arqueira a fazer uma defesa.

O técnico do Fluminense, Hoffman Túlio, reclamou muito com a arbitragem e começou a confusão. Membros das comissões começaram a se xingar, incluindo ofensas direcionadas às jogadoras.

A confusão generalizada teve palavrões, socos e se instaurou no gramado. As próprias jogadoras separaram a briga.

A partida ficou parada por pelo menos três minutos. Quando voltou, o jogo foi encerrado em seguida.

Hoffman Túlio foi expulso. A FluTV afirmou que objetos foram jogados no gramado e isso também irritou a comissão tricolor. A confusão seguiu na descida do túnel.

As TVs oficiais dos clubes faziam a transmissão pelo Youtube. A BotafogoTV, responsável pela geração das imagens, não exibiu o que aconteceu. A FluTV estava recebendo o sinal.