Para Emerson Fittipaldi, não existe a menor dúvida: Gil de Ferran errou na largada do GP da Austrália de Fórmula Indy, na madrugada de domingo, e jogou fora a chance de definir o título da temporada na prova. Mas o campeão da Indy de 1989 está confiante: ‘‘O Gil andou muito bem em Michigan e o oval de Fontana é uma réplica dele; considero ainda o Gil favorito para vencer o campeonato, mas numa corrida de 500 Milhas tudo pode acontecer.’’
Ontem ainda se discutia bastante a manobra arrojada de Gil de Ferran na largada na penúltima etapa da Indy, em Surfer’s Paradise. Logo depois da bandeira verde, iniciando a disputa, o colombiano Juan Pablo Montoya, pole, e Gil de Ferran, segundo no grid, percorreram lado a lado a reta dos boxes. Na primeira freada, Gil tocou na traseira do Lola Toyota de Montoya, gerando o acidente que causou o abandono de ambos.
‘‘Naquela ânsia de querer ser campeão, o Gil não deu moleza ao Montoya e acabou encostando no seu carro’’, avalia Emerson.
Matematicamente, seis pilotos têm chances de ficar com o título da Indy: Gil de Ferran; Adrian Fernandez; Paul Tracy, da Green; Kenny Brack, da Rahal; Roberto Moreno, da Patrick; e Jimmy Vasser, da Chip Ganassi; equipe tetracampeã. Nunca na história de quase um século da categoria um campeonato foi tão disputado.