|
  • Bitcoin 151.067
  • Dólar 4,9391
  • Euro 5,2112
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 20/04/2022, 23:44

Em noite de estreias, Corinthians decepciona e empata com a Portuguesa-RJ

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 20 de abril de 2022

YAGO RUDÁ
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Corinthians estreou com empate na Copa do Brasil, nesta quarta-feira (20). Diante da modesta Portuguesa, do Rio de Janeiro, os reservas do clube alvinegro não conseguiram apresentar um grande futebol no estádio do Café em Londrina e ficaram no 1 a 1. O jogo de volta, que decidirá o classificado para a fase oitavas de final do torneio mata-mata, acontece no dia 11 de maio, na Neo Química Arena.

A partida começou com um susto para o Corinthians. Isto porque, com apenas um minuto de jogo, o volante Xavier perdeu uma bola na entrada da área e viu o meia Cafu avançar contra a defesa e colocar a Portuguesa na frente. Depois, mesmo desorganizado, o clube paulista pressionou e encontrou o gol de empate com Jô no último minuto da etapa inicial.

Pelo regulamento da Copa do Brasil, não há o critério do gol qualificado fora de casa em todas as fases da competição. Portanto, o Corinthians precisa de qualquer vitória no jogo de volta, em Itaquera, para avançar no torneio. Em caso de empate, qualquer que seja a igualdade em gols, o classificado será decidido após cobranças de pênaltis.

Pela primeira vez na carreira, o zagueiro Robert Renan atuou como profissional. Escalado como titular ao lado de Gil, o garoto deu conta do recado e fez uma boa partida. O mesmo vale para o atacante Wesley, que entrou no segundo tempo e criou a melhor oportunidade do Corinthians no segundo tempo. Contratado nesta temporada, o goleiro Ivan também estreou hoje pelo clube do Parque São Jorge.

Logo no primeiro minuto de jogo, o volante do Corinthians deu mole no campo de defesa ao demorar para dominar a bola e foi desarmado na entrada da área. O meia Cafu teve muito espaço para avançar com a bola dominada e bater de chapa, deslocando o goleiro Ivan da jogada e colocando a Portuguesa em vantagem no estádio do Café.

Em desvantagem no placar, o Corinthians fez aquilo que se esperava dele e partiu para o ataque. As melhores oportunidades da equipe paulista saíram dos pés de Gustavo Mosquito, que teve certa facilidade nas ultrapassagens em velocidade pelo lado direito. No entanto, mesmo com as bolas alçadas à área pelo atacante, a equipe abusou dos erros de finalização.

De tanto tentar recolocar o Corinthians na partida, o atacante Gustavo Mosquito conseguiu uma assistência no último minuto do primeiro tempo. Em jogada de velocidade pelo lado direito do ataque, o ponta cruzou a bola rasteira, que cruzou toda a área e encontrou o centroavante Jô livre de marcação na segunda trave. O camisa 77 dominou, girou o corpo e bateu com força para empatar o duelo.

No intervalo da partida, Vítor Pereira tirou Jô, Fagner e Adson do time e, respectivamente, mandou a campo Giovane, Rafael Ramos e Gustavo Mantuan. Mesmo com um time mais leve, o Corinthians voltou mal e viu a Portuguesa dominar as ações da partida no início do segundo tempo, oferecendo perigo ao gol defendido por Ivan.

Uma cena que há muito tempo não era vista aconteceu no estádio do Café, em Londrina. Durante o segundo tempo da partida, as arquibancadas gritaram o nome do meia Luan e pediram sua entrada na partida. O técnico Vítor Pereira, no entanto, não colocou o camisa 7 em campo, que ainda não jogou sob o comando do português.

A Portuguesa volta a campo no domingo (24) para enfrentar o Oeste pela segunda rodada da fase de grupos da Série D do Campeonato Brasileiro. O Corinthians joga um dia antes, no sábado, às 19h (horário de Brasília), contra o rival Palmeiras na Arena Barueri.

PORTUGUESA-RJ

George (Paulo Henrique); Joazi, Itambé, Leandro Amaro, Sidney e Jefferson; Jhonnatan, Claudinho (Andrezinho) e Cafu (Patrick); Pernão e Kayron (Douglas Eskilo). T.: Toninho Andrade.

CORINTHIANS

Ivan; Fagner (Rafael Ramos), Gil, Robert Renan e Bruno Melo; Xavier, Roni, e Giuliano (Du Queiroz); Gustavo Silva (Wesley), Adson (Gustavo Mantuan) e Jô (Giovane). T.: Vítor Pereira

Estádio: Café, em Londrina (PR)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Jr (PR)

Assistentes: Bruno Boschilla (PB) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Cartões amarelos: Leandro Amaro, Kayron e Sidney (POR); Xavier (COR)

Cartões vermelhos: Toninho Andrade (Portuguesa-RJ)

Gols: Cafu (POR), a 1', e Jô (COR), aos 47'/1ºT