São Paulo - O Corinthians contou com uma boa dose de sorte para não perder a liderança do Campeonato Brasileiro. Após a derrota para o Botafogo, o Alvinegro ficou na dependência de um tropeço do Vasco diante do Atlético-PR. O empate do rival carioca em Curitiba manteve o Timão na ponta, com 51 pontos, mesma pontuação do time de São Januário, que tem uma vitória a menos - 14 a 15.
Mas, para não ficar na torcida por outros times mais uma vez, o Corinthians precisa da vitória diante do Cruzeiro, que corre risco de rebaixamento, hoje, às 16 horas, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG).
A principal novidade no líder é o retorno do atacante Liedson, recuperado de dores no joelho esquerdo. Apostar em Liedson, apesar de ele não estar 100%, é, em parte, a explicação para decidir que o atacante Adriano será poupado do jogo deste domingo. Depois de ter entrado no segundo tempo das duas últimas partidas do Corinthians, contra Atlético-GO e Botafogo, o Imperador não viajou para Sete Lagoas para poder intensificar os treinos, afim de perder peso e melhorar a condição física.
Liedson, por sua vez, não atua há quatro jogos, por conta de dores no joelho esquerdo. Ele ainda sente incômodo no local, mesmo após ter feito recentemente uma artroscopia. Após as partidas, o joelho esquerdo doí muito e incha, dificultando os movimentos. Contra o Cruzeiro, ele deve aguentar apenas 45 minutos. Por isso, Tite ainda não decidiu se ele começa jogando ou fica no banco.
No Cruzeiro, a pressão não poderia ser maior. Com 31 pontos, a Raposa está somente um ponto acima da zona de rebaixamento - o rival Atlético-MG, o primeiro na ZR, soma 30.
Para o jogo desta tarde, a principal novidade deve ser o retorno do volante Fabrício, recuperado de lesão muscular. Nesse caso, o meia Roger é o principal candidato a deixar o time. O técnico Vágner Mancini não descarta promover outras mudanças, principalmente no ataque, onde Wellington Paulista e Keirrison não vêm correspondendo.




EM SETE LAGOAS

Cruzeiro

Fábio; Vítor, Léo, Victorino e Everton; Fabrício (Roger), Marquinhos Paraná, Charles e Montillo; Wellington Paulista e Keirrison. Técnico: Vágner Mancini

Corinthians

Julio Cesar; Alessandro, Paulo André, Leandro Castán e Ramon; Ralf, Paulinho, Alex e Danilo; Willian e Liedson (Edenílson). Técnico: Tite

Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Estádio: Arena do Jacaré
Horário: 16 horas

Imagem ilustrativa da imagem Em Minas, Corinthians precisa fazer sua parte