O Atlético-MG tenta hoje à noite contra o Guarani, em Ipatinga, no Vale do Aço, a primeira das seis vitórias de que precisa – em dez jogos – para garantir classificação à próxima fase da Copa João Havelange. Com 17 pontos em 16 partidas, o time precisaria de mais 17 pontos para assegurar vaga.
O técnico Carlos Alberto Parreira poderá contar com quatro jogadores que não atuaram nos 2 a 1 contra o Goiás, sábado, em Belo Horizonte.
Além do meia Caíco e do lateral Ronildo, recuperados de contusões, a dupla de atacantes Guilherme e Marques, que estava com a seleção brasileira na vitória de 6 a 0 sobre a Venezuela, reassume seus postos. O armador Ramon e o volante Gallo continuam vetados pelos médicos.
Parreira entende, porém, que, com os quatro reforços e o apoio da torcida em Ipatinga, o alvinegro poderá obter os três pontos e respirar ainda mais aliviado na Copa JH, livrando-se de vez das últimas colocações.
O lateral-direito Rafael no lugar de Márcio Rocha deve ser a única mudança que o técnico Carlos Alberto Silva promoverá no time do Guarani. A equipe campineira vinha em ascensão com uma série de três vitórias seguida, mas no último sábado quebrou a boa fase de reabilitação na competição ao empatar em casa com o Bahia por 2 a 2.
O resultado teve sabor de vitória, pois o time reagiu depois de estar perdendo por 2 a 0. O Guarani ocupa a 21ª colocação, com 16 pontos ganhos, em 15 jogos disputados.